9 De Dezembro, O Dia Que Os Africanos Detestam.

Aparentemente, o dia 9 de Dezembro, é um dia abominável para os africanos, já que este é o Dia Internacional Contra a Corrupção e África, é o Continente mais corrupto do mundo.

Assinalado a 9 de Dezembro, este dia assume uma importância crucial ao realçar a necessidade premente de combater a corrupção em todas as suas formas. Esta iniciativa, promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU), procura sensibilizar a população global sobre os impactos negativos da corrupção na sociedade, na economia e no desenvolvimento sustentável.

A corrupção tem impactos negativos em todos os aspectos da sociedade e está profundamente ligada ao conflito e à instabilidade, colocando em risco o desenvolvimento social e económico, além de minar as instituições democráticas e o Estado de direito.

O mundo e África em particular, enfrentam hoje alguns dos maiores desafios de muitas gerações. Esses desafios representam ameaças à prosperidade e estabilidade globais e, a praga da corrupção está interligada à maioria deles.

Não só a corrupção segue o conflito, mas frequentemente é uma de suas causas mais profundas. Ela alimenta-o, inibe processos de paz e, ao minar o Estado de direito, agrava a pobreza, facilita a utilização ilícita de recursos e fornece financiamento para conflitos armados.

Prevenir a corrupção, promover a transparência e fortalecer as instituições é a base crucial para que as metas previstas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) sejam alcançadas e cumpridas.

 

África e o Índice de Percepção de Corrupção (IPC)

O Índice de Percepção de Corrupção (IPC), desenvolvido pela Transparência Internacional, é uma ferramenta que avalia a percepção de corrupção em diversos países do mundo, incluindo as nações africanas que, infelizmente, na sua grande maioria encontram-se na parte inferior deste índice, refletindo uma percepção generalizada de alta corrupção.

O IPC é uma ferramenta valiosa para destacar áreas que precisam de atenção e para incentivar a prestação de contas no combate à corrupção, classificando os países com base na percepção de corrupção no sector público, utilizando uma escala de 0 a 100, onde 0 indica alta corrupção e 100 indica baixa corrupção. África, na sua maioria, enfrenta pontuações preocupantemente baixas.

O combate à corrupção é uma preocupação global e, felizmente, muitos países africanos têm implementado reformas e medidas para lidar com esse problema. No entanto, desafios persistentes, como a falta de transparência, instituições frágeis e a pobreza, continuam a contribuir para a percepção de corrupção muito elevada na grande maioria dos países africanos.

Esta análise destaca a necessidade urgente de serem tomadas medidas mais eficazes e reformas abrangentes nos países africanos, a fim de alterar essa percepção alarmante de corrupção. A transparência, a prestação de contas e o fortalecimento das instituições são essenciais para promover mudanças positivas e garantir um futuro mais íntegro para todo o continente.

 

Origem do Dia Internacional Contra a Corrupção

A corrupção é um fenómeno social, político e económico complexo que afecta todos os países. A corrupção mina as instituições democráticas, retarda o desenvolvimento económico e contribui para a instabilidade governamental.

A corrupção ataca os alicerces das instituições democráticas, distorcendo os processos eleitorais, pervertendo o Estado de direito e criando atoleiros burocráticos, cuja única razão de existir é a solicitação de subornos.

O desenvolvimento económico é atrofiado, porque o investimento directo estrangeiro é desencorajado e as pequenas empresas dentro do país muitas vezes consideram impossível superar os “custos iniciais” necessários, devido à corrupção.

O Dia Internacional Contra a Corrupção foi estabelecido a 31 de Outubro de 2003, pela Assembleia Geral das Nações Unidas, adoptou a Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção e solicitou que o Secretário-Geral designasse o Gabinete das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC) como o secretariado da Conferência dos Estados Partes da Convenção, através da Resolução 58/4.

A escolha da data, 9 de Dezembro, assinala a assinatura em 2003, da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção (UNCAC), um marco jurídico essencial na luta contra a corrupção.

Desde então, o dia serve como chamada de atenção anual para reafirmar o compromisso global de combater práticas corruptas em todas as esferas da sociedade. No seu vigésimo aniversário, esta Convenção e os valores que ela promove são mais importantes do que nunca, o que exige que todos unam esforços para combater este crime.

 

Os Objetivos do Dia Internacional Contra a Corrupção

O principal objetivo do Dia Internacional Contra a Corrupção é aumentar a consciencialização sobre os efeitos prejudiciais da corrupção e promover ações efetivas contra este fenómeno. Além disso, a data visa incentivar a participação ativa dos governos, setor privado, sociedade civil e cidadãos na prevenção e combate à corrupção. Entre os objetivos específicos desta iniciativa, destaca-se:

Educação e Consciencialização: Promover a compreensão pública sobre a natureza e gravidade da corrupção, os seus impactos em diversas áreas e a importância de combatê-la.

Envolvimento Multissetorial: Encorajar a cooperação entre governos, setor privado, organizações não governamentais (ONGs) e cidadãos para desenvolver e implementar estratégias eficazes contra a corrupção.

Promoção da Transparência: Destacar a necessidade de transparência e prestação de contas em todos os níveis, desde governos até empresas e instituições.

Reflexão sobre Progressos e Desafios: Avaliar os progressos realizados na luta contra a corrupção e identificar os desafios persistentes que requerem ação contínua.

 

A Corrupção e os Seus Impactos

A corrupção é um fenómeno complexo que afeta negativamente todos os aspectos da sociedade. Desde o desvio de recursos públicos até à distorção de processos decisórios, a corrupção mina a confiança nas instituições, prejudica o desenvolvimento económico e social e perpetua a desigualdade.

Neste contexto, o Dia Internacional Contra a Corrupção desempenha um papel fundamental ao realçar a urgência de combater estas práticas prejudiciais.

Apesar dos esforços globais, a erradicação da corrupção ainda enfrenta desafios significativos. A falta de vontade política, a impunidade, a resistência à mudança e a complexidade do fenómeno são obstáculos que exigem abordagens inovadoras e colaboração internacional. É crucial abordar esses desafios de maneira proativa para garantir avanços tangíveis na luta contra a corrupção.

 

A Importância da Colaboração Global

A corrupção é um fenómeno que transcende fronteiras, tornando a colaboração global uma necessidade imperativa. A cooperação entre países, organizações internacionais e setor privado é essencial para enfrentar a corrupção de maneira eficaz. Estratégias coordenadas, partilha de melhores práticas e apoio mútuo podem fortalecer a resposta global a este desafio comum.

A tecnologia desempenha um papel vital na prevenção da corrupção. Soluções inovadoras, como ferramentas de denúncia online, análise de dados e blockchain, podem aumentar a transparência, reduzir a burocracia e fortalecer os mecanismos de prestação de contas. Explorar e implementar essas tecnologias é essencial para criar sociedades mais resistentes à corrupção.

Entre os desafios, existem exemplos de sucesso na luta contra a corrupção em diversas partes do mundo. Países que implementaram medidas eficazes, como o fortalecimento de instituições anticorrupção, a promoção da transparência e a participação cidadã, oferecem lições valiosas que podem inspirar outros a seguir o mesmo caminho.

 

O Dia Internacional Contra a Corrupção (AICD) de 2023

O AICD 2023 procura destacar a ligação crucial entre a luta contra a corrupção e a paz, a segurança e o desenvolvimento. Na sua essência está a noção de que combater este crime é um direito e uma responsabilidade de todos, e que só através da cooperação e do envolvimento de cada pessoa e instituição poderemos superar o impacto negativo deste crime.

Os Estados, os funcionários governamentais, os funcionários públicos, os responsáveis ​​pela aplicação da lei, os representantes dos meios de comunicação social, o sector privado, a sociedade civil, o meio académico, o público e os jovens, todos têm um papel a desempenhar na união do mundo contra a corrupção.

O tema escolhido para este ano é “UNCAC at 20: Uniting the World Against Corruption” e assinala o vigésimo aniversário da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção (UNCAC).

Ao celebrarmos este marco, reflectimos sobre as mudanças positivas provocadas pelos esforços colectivos impulsionados pela Convenção. Igualmente crucial é a nossa análise das lacunas restantes que requerem atenção para garantir que este mecanismo continue a fortalecer-se nos próximos anos.

 

Conclusão

O Dia Internacional Contra a Corrupção não é apenas uma celebração anual, mas uma oportunidade crucial para refletir sobre os progressos realizados na luta contra a corrupção e identificar caminhos a seguir.

A consciencialização gerada por essa iniciativa global é um catalisador para a ação, incentivando governos, empresas e cidadãos a se unirem na construção de sociedades mais íntegras, transparentes e justas.

À medida que celebramos este dia, é imperativo lembrar que a luta contra a corrupção é uma evolução contínua, exigindo compromisso e cooperação duradouros para alcançar resultados significativos.

 

Será que este dia 9 de Dezembro vai ajudar em alguma coisa no combate à corrupção? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

25 De Novembro: Violência Contra As Mulheres, Não

20 De Novembro: Dia Da Industrialização Africana

Dia Internacional Pela Erradicação Da Pobreza

14 De Outubro: Dia Mundial Das Aves Migratórias

Hoje, É O Dia Internacional Das Línguas Gestuais

21 De Setembro É O Dia Internacional Da Paz

Dia Internacional da Democracia, 15 de Setembro

8 De Setembro: Dia Internacional Da Alfabetização

31 De Agosto É O Dia Dos Afrodescendentes

29 de Agosto: Dia Internacional contra os Testes Nucleares

23 de Agosto: Dia Internacional em Memória do Tráfico de Escravos e da sua Abolição

20 De Julho É O Dia Mundial Do Xadrez

Dia Internacional Nelson Mandela: Honrar As Ideias De Um Grande Líder

O Dia Internacional Da Ioga É No Solstício

Dia Mundial de Combate à Desertificação e à Seca

1 de Junho. Dia das Crianças do Leite e dos Pais

25 de Maio não é Dia de África é Dia do Mundo

22 de Maio: Dia Internacional da Diversidade Biológica

17 de Maio: Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação, mas não só

O Dia Internacional da Luz e a celebração da vida

3 de Maio: Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

30 de Abril é o Dia Internacional do Jazz

28 de Abril: Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho

24 de Abril: Dia Internacional do Multilateralismo e da Diplomacia pela Paz

1 de Abril o Dia das Mentiras morreu?

27 de Março é o dia Mundial do Teatro

23 de Março: Dia da Libertação da África Austral

O clima extremo do Dia Mundial da Meteorologia

Dia Mundial da Água celebra-se a 22 de Março

21 de Março: O dia do ano com mais efemérides

20 de Março é o Dia Internacional da Felicidade

19 de Março é Dia do Pai e Dia Mundial do Artesão

A verdadeira história do dia 8 de Março

14 de Fevereiro, não é só o Dia dos Namorados

14 de Fevereiro. Dia dos Namorados. Porquê?

13 de Fevereiro é o Dia Mundial do rádio

11 de Fevereiro é o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência

O Dia de África já tem 50 anos

 

Imagem: © 2023 Francisco Lopes-Santos 
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santos

Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!