14.2 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

11 de Fevereiro é o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência

“Todos nós podemos fazer a nossa parte para libertar o enorme talento inexplorado do nosso mundo – a começar por encher salas de aula, laboratórios e salas de reuniões com mulheres cientistas” - Secretário-geral da ONU, António Guterres.

11 de Fevereiro é o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência.

No dia 11 de Fevereiro celebra-se o Dia Internacional das Mulheres e Raparigas na Ciência, uma iniciativa criada em 2015, pela Assembleia Geral das Nações Unidas, como forma de alertar para a desigualdade de género que penaliza as oportunidades e carreiras das mulheres nos domínios da ciência, da tecnologia e da inovação.

“Todos nós podemos fazer a nossa parte para libertar o enorme talento inexplorado do nosso mundo – a começar por encher salas de aula, laboratórios e salas de reuniões com mulheres cientistas” – Secretário-geral da ONU, António Guterres.

 

Inovar, Demonstrar, Elevar, Avançar, Sustentar

Uma lacuna significativa de género persistiu ao longo dos anos em todos os níveis das disciplinas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática (STEM) em todo o mundo. Embora as mulheres tenham feito um tremendo progresso no sentido de aumentar a sua participação no ensino superior, elas ainda estão sub-representadas nesses campos.

A igualdade de género além de ser um direito humano fundamental, é essencial para alcançar sociedades pacíficas, com pleno potencial humano e desenvolvimento sustentável, por isso, sempre foi uma questão central para as Nações Unidas.

A igualdade de género e a valorização das mulheres e raparigas proporcionam uma contribuição crucial não apenas para o desenvolvimento económico mundial, mas também para o progresso em todos os objetivos e metas para o Desenvolvimento Sustentável.

A 14 de Março de 2011, a Comissão sobre o Estatuto da Mulher adotou um relatório na sua quinquagésima quinta sessão, com conclusões acordadas sobre o acesso e participação de mulheres e raparigas na educação, treinamento e ciência e tecnologia e, para a promoção da igualdade de acesso das mulheres ao pleno emprego e ao trabalho condigno.

A 20 de Dezembro de 2013, a Assembleia Geral adotou uma resolução sobre ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento, na qual reconheceu que o acesso pleno e igualitário e a participação em ciência, tecnologia e inovação para mulheres e raparigas de todas as idades é imperativo para alcançar a igualdade de género.

 

As mulheres “em números”

As mulheres geralmente recebem bolsas de pesquisa menores do que os seus colegas homens e, embora representem 33,3% de todos os pesquisadores, apenas 12% dos membros das academias científicas nacionais são mulheres.

Em áreas de ponta como inteligência artificial, apenas um em cada cinco profissionais (22%) é mulher.

Apesar da escassez de habilidades na maioria dos campos tecnológicos que impulsionam a Quarta Revolução Industrial, as mulheres ainda representam apenas 28% dos graduados em engenharia e 40% dos graduados em ciência da computação e informática.

As pesquisadoras tendem a ter carreiras mais curtas e menos bem pagas. O seu trabalho é sub-representado em revistas de alto nível e muitas vezes são preteridas nas promoções.

As mulheres e as raparigas representam 60% da população mundial e, portanto, mais de metade do seu potencial.

 

Mulheres cientistas na vanguarda do amanhã

Nas últimas décadas, a compreensão mundial sobre as mudanças climáticas melhorou exponencialmente graças à ciência, à tecnologia e à dedicação de alguns dos principais cientistas climáticos do mundo, a grande maioria desses cientistas que defendem a ciência por trás das mudanças climáticas, são mulheres.

As mulheres alcançaram paridade (em números) nas ciências da vida em muitos países e até dominam esse campo, em alguns casos. No entanto, as mulheres continuam a ser uma minoria na tecnologia da informação digital, computação, física, matemática e engenharia. Estes são os campos que estão a impulsionar a revolução digital e, portanto, muitos dos empregos de amanhã.

 

Conclusão

Dias mundiais e internacionais são ocasiões para educar o público sobre questões de interesse, mobilizar vontades políticas e recursos para enfrentar problemas globais e celebrar e reforçar conquistas da humanidade. A existência de dias mundiais e internacionais é anterior ao estabelecimento das Nações Unidas, mas a ONU adotou-os como uma poderosa ferramenta de defesa.

 

O que achas deste dia? E o que pensas sobre estes dias relacionados com as mulheres? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Ver Também:

19 de Março é Dia do Pai e Dia Mundial do Artesão

A verdadeira história do dia 8 de Março

14 de Fevereiro, não é só o Dia dos Namorados

14 de Fevereiro. Dia dos Namorados. Porquê?

13 de Fevereiro é o Dia Mundial do rádio

O Dia de África já tem 50 anos

Imagem: © 2023 DR 
Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com