4.9 C
Londres
Segunda-feira, Abril 22, 2024

África: Impacto da guerra da Ucrânia aumenta

Mais Afrika, tem alertado, desde o início do conflito na Ucrânia, sobre o possível impacto que isso poderia causar nas economias do continente africano.

África: Impacto da guerra da Ucrânia aumenta.

Mais Afrika, tem alertado, desde o início da guerra na Ucrânia, sobre o possível impacto que isso poderia causar nas economias do continente africano. Chamámos a atenção para a questão alimentar, especialmente o da dependência de alguns produtos, como o trigo, quando as sanções contra a Rússia foram impostas.

 

O nosso aviso

Logo no início desta guerra sem nexo, alertámos que as importações africanas de trigo representam mais de 80% do comércio com a Rússia e quase 50% com a Ucrânia. Não são apenas os países do Norte de África que são mais diretamente afetados, como alguns analistas afirmam.

Alertamos também, contra a euforia em relação ao aumento do preço do petróleo Brent, considerando que, embora África seja uma exportadora de petróleo, o continente importa os seus derivados, tal como os fertilizantes para a agricultura, devido à falta de uma indústria petroquímica transformadora.

Prova disso mesmo, foram os significativos recentes aumentos, dos preços dos combustíveis e do gás, agravando a situação económica nos países africanos, onde os custos de transporte e energia afetam diretamente a produção e a distribuição de alimentos.

 

As consequências da guerra

Temos noticiado e analisado o aumento dos preços de alguns produtos básicos do cabaz alimentar que sobem quase diariamente devido à guerra. Este fenómeno terá um impacto substancial e negativo nas famílias mais vulneráveis do continente, sobretudo naquelas que lutam diariamente para alimentar os seus filhos.

Além disso, a crise humanitária na Ucrânia e a crescente pressão sobre os recursos limitados em países vizinhos aumentam a preocupação com a possibilidade de uma onda de refugiados e deslocados internos que possa atingir a África.

A guerra na Ucrânia, as sanções impostas contra a Rússia e os efeitos das mudanças climáticas num continente que, apesar de possuir 60% das terras aráveis, continua a depender das importações de alimentos. Isto são más notícias para África, que de momento, ainda luta para superar a herança negativa da pandemia sobre os efeitos económicos e sociais no continente.

 

As soluções

Assim como a pandemia serviu de mote para África investir na sua própria indústria farmacêutica, a guerra e a ameaça da fome, bem como os potenciais conflitos sociais devido ao aumento dos preços dos produtos básicos no continente, devem incentivar o investimento e o desenvolvimento da agricultura e da indústria agroalimentar africana.

Iniciativas como a criação da Zona de Comércio Livre Continental Africana (AfCFTA) são passos importantes para fortalecer a integração económica regional e aumentar a resiliência do continente face a crises externas.

A AfCFTA tem o potencial de impulsionar o comércio intra-africano, promover o investimento em infraestruturas agrícolas e agroindustriais e, assim, reduzir a dependência alimentar africana de importações.

Uma vez mais, África encontra-se dependente de conflitos e de sanções impostas a terceiros. Contudo, há uma “luz de esperança, ao fundo do túnel”, pois iniciativas locais e regionais estão a ganhar força para enfrentar os desafios actuais.

 

Conclusão

A falta de uma agricultura resiliente e de uma agroindústria adaptada às mudanças climáticas evidencia a urgente necessidade de melhores políticas públicas e privadas.

Um maior acesso a financiamento e ao desenvolvimento de zonas agroindustriais de processamento que possam agregar valor aos produtores alimentares africanos e proteger as populações em períodos de crises internacionais, como a presente guerra que afetam o continente, são fundamentais.

O investimento em tecnologias agrícolas sustentáveis, formação e capacitação dos agricultores e desenvolvimento de cadeias de valor locais, também são fundamentais para enfrentar os desafios alimentares e climáticos em África.

 

O que pensas desta dependência alimentar africana causada por esta guerra? África não deveria apostar mais na transformação e na agricultura? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e, se gostaste do artigo, partilha-o e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

África é palco da nova guerra fria Rússia/EUA

Israel e o novo apartheid (agora palestiniano)

Imagem: © 2022 Francisco Lopes-Santos 
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santos

Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.

Francisco Lopes-Santoshttp://xesko.webs.com
Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!