Terramoto em Marrocos: Tragédia Abala o País.

Um terramoto devastador de magnitude 6,8 abalou o coração de Marrocos, uma nação marcada pela sua beleza natural e rica história. A cidade de Marrakech e as suas regiões circundantes foram as áreas mais afetadas por essa catástrofe natural que resultou em um trágico saldo de mais de 1.000 mortes e deixou inúmeras pessoas feridas e desabrigadas.

À medida que os minutos e horas passam após o terramoto, o número de vítimas continuou a aumentar. O Ministério do Interior do país confirmou a trágica notícia de que além dos mais de 1.000 mortos, cerca de 1.200 pessoas estão gravemente feridas.

 

O Terramoto

Imagem © DR (20230910) Terramoto em Marrocos Tragédia Abala o PaísO terramoto foi resultado da movimentação das placas tectónicas em uma zona de falha. A região de Marrocos é propensa a esse tipo de atividade sísmica devido à sua localização geográfica. O fenómeno é conhecido como uma “falha inversa”, onde blocos tectónicos se movem para cima uns sobre os outros.

O epicentro registou-se na localidade de Ighil, 63 quilómetros a sudoeste da cidade de Marraquexe e 116 km abaixo da superfície. Fez-se sentir inclusive em Portugal, Espanha, Mali e Argélia. O terramoto de uma magnitude de 6.8 foi seguido por algumas réplicas de menor potência.

Diversas cidades, incluindo Marrakech, Al Hauz, Ouzazate, Azilal, Chichaoua e Tarudante, foram profundamente afetadas pelo terramoto. Em Marrakech, edifícios históricos foram destruídos, incluindo parte da famosa Praça Jemaa el-Fna, que é considerada Património Mundial da UNESCO.

A televisão local mostrou fotos de um minarete de mesquita caído entre os escombros e carros esmagados e há registo de diversos monumentos históricos marroquinos terem sido afetados, como a mesquita Koutoubia, construída no século XII em Marraquexe.

Marraquexe, apelidada de “Cidade Ocre” e conhecida como um importante destino turístico, foi uma das áreas mais atingidas. A cidade, com a sua Medina histórica, enfrentou danos significativos e as operações de resgate estão a ser desafiadoras devido à complexidade das estruturas afetadas.

 

Resgates Desesperados

Imagem © DR (20230910) Terramoto em Marrocos Tragédia Abala o PaísA população marroquina foi apanhada de surpresa pelo terramoto e muitas pessoas relataram momentos de pânico e incredulidade. A devastação afetou inúmeras famílias, deixando-as em luto e choque.

Em meio ao caos, esforços heroicos de resgate foram lançados para salvar aqueles que ficaram presos sob os escombros. Equipes de resgate enfrentam desafios significativos para alcançar as áreas mais remotas e montanhosas onde as vítimas estão presas. Cada vida é preciosa e os socorristas trabalham incansavelmente.

Após o terramoto inicial, foram registadas várias réplicas, mantendo a população em alerta. As operações de busca, socorro e resgate estão em curso pelas regiões afectadas com a esperança de encontrar sobreviventes e aliviar o sofrimento das vítimas.

O último balanço oficial aponta para pelo menos 1.037 mortos e 1.204 feridos, incluindo 721 em estado grave, precisou o Ministério do Interior ao início desta tarde de sábado.

Para atender às necessidades dos feridos, o Centro de Transfusão de Sangue e Hematologia de Marrocos fez um apelo à população para doar sangue. A solidariedade dos cidadãos é fundamental para o tratamento dos feridos.

 

As Reações Internacionais

Líderes políticos de todo o mundo expressaram a sua solidariedade e disponibilidade para ajudar.

O Papa Francisco exprimiu este sábado de manhã a sua “profunda solidariedade” com o povo marroquino, “atingido na carne e no coração por esta tragédia“, lê-se num telegrama enviado a Marrocos pelo secretário de Estado do Vaticano e número da Igreja Católica, Pietron Parolin.

Em Nova Deli, o primeiro-ministro da Índia, anfitrião este fim de semana de uma cimeira do G20 onde África poderá ter um papel central, expressou já as condolências pelas vítimas deste terramoto em Marrocos. O chefe do Governo disse ainda que:

“A Índia está pronta a oferecer toda a assistência possível a Marrocos neste momento difícil“.

O chanceler da Alemanha foi um dos primeiros a lamentar a tragédia marroquina.

“Notícias terríveis de Marrocos. Nestas horas difíceis, os nossos pensamentos estão com as vítimas deste terramoto devastador”.

“A nossa solidariedade vai para todos os afetados por esta catástrofe natural”.

Escreveu Olaf Scholz, na rede social X, desde Nova Deli, onde participa este fim de semana na cimeira do G20.

“Toda a minha solidariedade e apoio ao povo de Marrocos perante o terrível terramoto registado esta madrugada”.

“A Espanha está com as vítimas desta tragédia e com as respetivas famílias”.

Escreveu o líder interino do governo espanhol que tem mantido uma relação tensa com Marrocos.

O Presidente dos Estados Unidos mostrou-se “profundamente entristecido” pelas vidas perdidas e pela devastação registada em Marrocos.

“Na Rússia, partilhamos a dor e o luto do povo marroquino. Oferecemos as nossas sinceras condolências pelas trágicas consequências do terramoto devastador”, escreveu Vladimir Putin.

Também o presidente da China, Xi Jinping, se assumiu “chocado” pelo ocorrido em Marrocos e, “em nome do governo e do povo chineses“, expressou “o profundo pesar pelas vítimas” e endereçou “as sinceras condolências às famílias“.

 

Terramoto Histórico

Imagem © DR (20230910) Terramoto em Marrocos Tragédia Abala o PaísMarrocos já havia experimentado terramotos devastadores no passado, , incluindo um em 2004. Há 19 anos, um terremoto atingiu a cidade de Al Hoceima, no nordeste de Marrocos, e matou 628 pessoas.

Mas o mais notório foi o terramoto de Agadir, em 1960. Naquela época, a cidade foi praticamente destruída, resultando em mais de 15.000 mortes. Até hoje, esse terramoto permanece como o mais mortífero da história de Marrocos.

Esses números dão indicação da escala de vítimas que poderemos ver no terremoto que ocorreu na última sexta.

Segundo Jonathan Aman, repórter de ciência da BBC News, poucos terremotos de magnitude 6,8 eram esperados para este ano e não no Marrocos. A maioria da atividade tectônica nessa região ocorre no Mediterrâneo e em direção à Turquia que sofreu um violente terremoto no começo deste ano.

 

Luto Nacional

“Foi decidido decretar um luto nacional de três dias com as bandeiras a meia haste em todos os edifícios públicos”.

Indicou um comunicado do palácio real divulgado pela agência noticiosa oficial MAP, na sequência de uma reunião presidida pelo Rei Mohammed VI e convocada para avaliar a situação no terreno após o sismo.

Os marroquinos unem-se agora em um sentimento coletivo de luto pelas vítimas. Este luto nacional não é apenas um acto simbólico, é também uma maneira de expressar a solidariedade e o apoio às comunidades afetadas.

Enquanto o luto nacional perdura, o povo de Marrocos permanece unido na sua determinação de superar esta calamidade. A nação mantém-se unida, procurando encontrar forças no luto, para ajudar uns aos outros, honrar os que se foram e começar o processo de reconstrução.

 

Conclusão

Este terramoto de magnitude 6,8 que assolou Marrocos não abalou apenas o solo, pois também abalou profundamente os corações dos seus habitantes e da comunidade internacional. A rápida resposta do governo marroquino, ao decretar um luto nacional de três dias, reflete a solidariedade do povo marroquino diante de uma tragédia sem precedentes.

À medida que o país enfrenta desafios consideráveis na recuperação e reconstrução das áreas afetadas, a força do espírito marroquino continua a ser um elemento central neste percurso rumo à recuperação.

 

Achas que as reações internacionais ao terramoto foram suficientes? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Imagem: © DR
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santos

Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!