19.6 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Povos de África: Conheça os Dogon do Mali

África é um continente de riquezas inestimáveis, e os Dogon são apenas um exemplo da vastidão de conhecimentos e histórias que ainda estão por ser descobertas.

Povos de África: Conheça os Dogon do Mali.

Conhece os Dogon do Mali? Não? Então vai ficar a conhecer.

África é um dos continentes com alguns povos que ainda mantêm as suas culturas intactas, ou quase.

Hoje, continuamos a série de vários artigos, sobre alguns destes povos de África (mas muito poucos) que conseguiram preservar as suas culturas intactas durante séculos.

Em áreas remotas e planícies ricas do continente, existem grupos de pessoas que continuam a viver pacificamente, sem depender de nenhuma das invenções que o mundo moderno tanto valoriza.

Trazemos aos nossos leitores algumas dessas comunidades cujas tradições, costumes e modo de vida têm resistido surpreendentemente ao teste do tempo e à força arrebatadora da modernização.

Embora discutível para uns, não podemos deixar de reconhecer a coragem dos que continuam a viver da maneira que os seus antepassados viveram há gerações.

 

Os Dogon do Mali

Os Dogon do Mali têm uma história rica e acredita-se que sejam descendentes dos antigos egípcios. As tradições orais remontam a milhares de anos e são transmitidas de geração em geração. Eles habitam principalmente a região das falésias de Bandiagara, no Mali, um local considerado Património Mundial da UNESCO devido à sua importância cultural e geológica.

Uma das características mais impressionantes do dos Dogon é o seu conhecimento astronómico avançado. Eles já conheciam a estrela Sirius e o seu sistema estelar composto por três estrelas (Sirius A, Sirius B e Sirius C) muito antes dos astrónomos modernos. Além disso, os Dogon sabiam que a Sirius B era invisível a olho nu e possuía um período orbital de 50 anos.

Acredita-se que esse conhecimento astronómico foi compartilhado com os antigos egípcios que também valorizavam a estrela Sirius e a consideravam fundamental para as suas crenças e origens. A forma como os Dogon adquiriram esse conhecimento ainda é um mistério, mas é inegável que a sua sabedoria astronómica é surpreendente.

 

A Arquitetura Dogon

Imagem © DR (202305006) Povos de África Conheça os Dogon do Mali A
Uma aldeia Dogon no topo das falésias Bandiagara.

A arquitetura Dogon é um elemento fundamental da cultura e das tradições desse povo. As aldeias Dogon são geralmente construídas no topo das falésias de Bandiagara, o que proporciona proteção contra invasores e são adaptadas ao ambiente natural, utilizando materiais disponíveis na região, como a argila e a madeira.

Este tipo de construção, também favorece a agricultura em terraços, o que lhes trás bastantes benefícios. As casas são feitas de tijolos de barro e têm telhados planos, onde os Dogon secam os seus alimentos e dormem durante os meses mais quentes.

As aldeias Dogon também são caracterizadas pela presença de construções religiosas e comunitárias, como as casas de reunião dos anciãos (Togu Na) que são usadas para discutir assuntos da comunidade e tomar decisões importantes. Além disso, as aldeias Dogon contam com celeiros comunitários e familiares, onde são armazenados os alimentos e bens de cada família.

 

A Religião e a Espiritualidade Dogon

A religião e a espiritualidade são aspectos fundamentais da cultura Dogon. Eles acreditam em um deus criador chamado Amma que deu origem ao universo e a tudo o que existe nele. Além disso, os Dogon também veneram os espíritos dos antepassados e realizam rituais e cerimónias para honrá-los e para pedir proteção e prosperidade.

Um dos rituais mais importantes do Povo Dogon é a cerimônia do Sigui, que ocorre a cada 60 anos e celebra a renovação da sociedade. Durante essa cerimônia, os Dogon realizam danças e representações teatrais que contam a história de sua criação e homenageiam seus antepassados. Essa tradição mantém a cultura Dogon viva e reforça a conexão entre as gerações.

 

A Astronomia Dogon e o Mito da Origem

Imagem © DR (202305006) Povos de África Conheça os Dogon do Mali B
A estrela Sirius, o corpo celeste nocturno mais brilhante do firmamento.

A cultura Dogon é famosa pelo seu conhecimento astronómico e pelos mitos relacionados à criação do universo e à origem do povo Dogon. De acordo com a tradição oral, os Dogon acreditam que os seus ancestrais vieram do sistema estelar Sirius que é composto por três estrelas: Sirius A, Sirius B e Sirius C.

A estrela Sirius B, chamada pelos Dogon de Po Tolo, é de particular interesse, pois, apesar de ser invisível a olho nu, os Dogon conheciam a sua existência e características como o tempo orbital de 50 anos, muito antes da descoberta científica ocidental, isto já para não falar do facto de apenas se ter comprovado a existência da SIrius C no ano passado, ou seja em 2022.

Os Dogon também têm um complexo sistema de crenças relacionado à criação do universo e à origem da vida na Terra. Segundo a cosmogonia Dogon, o deus criador Amma criou o mundo a partir de uma única palavra, e todas as coisas, incluindo as estrelas, a Terra e os seres vivos, são manifestações de sua vontade divina.

A cosmogonia Dogon também inclui uma série de mitos que explicam a ordem social, a origem dos seres humanos e a relação entre os seres humanos e o cosmos.

 

Arte e a Dança Dogon

A arte Dogon é uma expressão fundamental da cultura e das crenças deste povo. As esculturas de madeira, por exemplo, desempenham um papel importante nos rituais religiosos e nas cerimónias de iniciação.

Essas esculturas podem representar figuras humanas, animais ou seres sobrenaturais e são usadas para comunicar ideias e valores culturais, além do mais, não são feitas para serem exibidas publicamente, ficando guardadas em locais sagrados ou nas casas das famílias.

A dança também é uma forma de expressão artística essencial para os Dogon. As danças com máscaras são realizadas em ocasiões especiais, como funerais, cerimónias de iniciação e celebrações comunitárias. Essas danças têm como objetivo honrar os antepassados, pedir proteção e abundância, e fortalecer os laços entre os membros da comunidade.

 

Preservar as Tradições

Os Dogon, como muitas sociedades africanas, são em grande parte agricultores, cultivam milho, sorgo, arroz, amendoim, cebola e tabaco. Além disso, a criação de animais e a pesca também fazem parte da vida cotidiana deste povo. A subsistência e a proximidade com a natureza são fundamentais para a cultura Dogon que valoriza a harmonia e o equilíbrio entre o homem e o meio ambiente.

A preservação das tradições e dos conhecimentos ancestrais é essencial para os Dogon. A transmissão oral dessas informações permite que as gerações futuras mantenham viva a cultura dos seus antepassados. Além disso, os anciãos do grupo desempenham um papel crucial na educação dos mais jovens, assegurando que os costumes, as crenças e a sabedoria sejam transmitidos com precisão e respeito.

 

A Importância da Preservação Cultural

Imagem © DR (202305006) Povos de África Conheça os Dogon do Mali C
Máscaras Dogon.

Os Dogon, são um exemplo notável de resistência cultural e preservação de tradições ancestrais. A sua história, crenças e modo de vida, oferecem uma visão única do património e da sabedoria de uma civilização que conseguiu manter a sua identidade ao longo de milhares de anos.

A valorização e a proteção dessas culturas são fundamentais para a compreensão da diversidade humana e para garantir que as gerações futuras possam aprender com a riqueza e a sabedoria dos nossos antepassados.

A cultura Dogon enfrenta várias ameaças, como a crescente influência da cultura ocidental e a expansão do extremismo religioso na região. Estes fatores podem levar à perda de tradições e conhecimentos ancestrais, bem como ao deslocamento forçado das comunidades Dogon.

A preservação da cultura Dogon não é apenas uma questão de orgulho e identidade para essa comunidade, mas também uma oportunidade para partilhar a sabedoria e o conhecimento acumulado ao longo de gerações com o resto do mundo.

Para proteger e preservar a cultura Dogon, é necessário implementar políticas de preservação cultural e promover a educação e o respeito pelas tradições e valores Dogon. Além disso, é crucial apoiar os esforços das comunidades Dogon para manter sua língua, as suas práticas agrícolas tradicionais e a sua arquitetura única.

 

Turismo Responsável

O turismo em áreas onde vivem povos tradicionais, como os Dogon, pode ser uma fonte de rendimento significativo e uma oportunidade de partilhar a sua cultura com o mundo.

No entanto, é crucial que o turismo seja desenvolvido de maneira responsável e sustentável, a fim de preservar a cultura e o modo de vida dessas comunidades e garantir que os benefícios económicos sejam distribuídos de forma justa.

Para promover o turismo responsável, é importante estabelecer parcerias entre organizações locais, governamentais e não governamentais, assim como com os próprios membros da comunidade Dogon.

Isso inclui a criação de programas de formação e a promoção de práticas turísticas sustentáveis, como o ecoturismo e o turismo comunitário. Dessa forma, é possível garantir que os visitantes possam aprender sobre a cultura Dogon, sem prejudicar o ambiente natural e a integridade cultural da comunidade.

 

Conclusão

Conhecer e valorizar o Povo Dogon é uma forma de reconhecer a importância da diversidade cultural e da preservação das tradições ancestrais.

África é um continente de riquezas inestimáveis, e os Dogon são apenas um exemplo da vastidão de conhecimentos e histórias que ainda estão por ser descobertas.

Que esta jornada pelo universo dos Dogon nos inspire a valorizar e respeitar as diferentes culturas e a aprender com a sabedoria dos nossos antepassados.

 

Achas-te interessante ficar a conhecer um pouco mais sobre os Dogon do Mali e sobre as suas tradições? Partilha connosco a tua opinião nos comentários e não hesites em acrescentar informações sobre esta ou outras culturas que conheças e, se gostaste do artigo partilha-o e dá um “like/gosto”.

 

Veja Também:

Povos de África: Os Kara do Rio Omo

Imagem: © DR
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santos

Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.

Francisco Lopes-Santoshttp://xesko.webs.com
Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com