4.6 C
Londres
Segunda-feira, Abril 22, 2024

LAM: China e Dubai, Na Mira Dos Destinos

“Estamos perante uma nova era nos serviços de transporte de carga da LAM” – Theunis Crous director-geral da LAM.

LAM: China e Dubai, Na Mira Dos Destinos


As Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), estão a preparar-se para alçar voos ainda mais altos preparando-se para uma expansão ambiciosa que promete transformar o panorama da aviação no país com a inclusão de novos destinos no seu itinerário. Não há dúvidas que, sob a liderança do director-geral, Theunis Crous, a companhia aérea estatal está a trilhar um novo caminho de expansão e renovação.

Com uma visão ousada e determinação inabalável, a LAM anunciou recentemente os seus planos de iniciar voos regulares para o Dubai e Guangzhou até Julho. Esses novos destinos representam uma oportunidade única para estreitar os laços comerciais com importantes centros económicos globais e abrir portas para o turismo e investimento estrangeiro no país.

Além disso, a empresa também está a inaugurar a sua divisão de carga, marcando um momento histórico na sua trajectória. Com a adição de serviços de carga aérea, a LAM está a diversificar as suas operações e a expandir o seu alcance, abrindo caminho para uma nova era de crescimento e prosperidade.

 

Os Novos Destinos


A LAM opera voos regulares de passageiros para as 10 capitais de província do país e para as cidades moçambicanas de Vilanculos e Nacala. A nível regional voa também para Joanesburgo e Cidade do Cabo (África do Sul), para Dar-Es-Salaam (Tanzânia), Harare (Zimbabwe) e Lusaka (Zâmbia), prevendo ainda o lançamento de voos para Lilongwe (Malawi) e Nairobi (Quénia).

A LAM voa ainda três vezes por semana para Lisboa, desde Dezembro passado, o único destino intercontinental que opera atualmente.

Dubai

A LAM está pronta para abrir as suas asas em direção ao Médio Oriente, com a previsão de lançar voos regulares para o Dubai nos próximos três meses. Esta expansão representa uma oportunidade emocionante para estabelecer ligações entre Moçambique e um dos centros comerciais mais dinâmicos do mundo.

Guangzhou

Além do Dubai, a LAM tem planos igualmente ambiciosos para a China, com voos programados para Guangzhou. Esta movimentação estratégica visa explorar o mercado chinês em crescimento e fortalecer os laços comerciais entre Moçambique e a segunda maior economia do mundo.

 

Mudanças na Gestão da LAM


Desde a nomeação de Theunis Crous como director-geral da LAM, a empresa testemunhou uma nova fase de liderança e inovação. Crous trouxe consigo uma vasta experiência em aviação, proveniente da sua posição na sul-africana Fly Modern Ark (FMA) e está determinado a posicionar a LAM como uma força a ser reconhecida no setor.

“A companhia está a estabilizar. Estou cá há duas semanas como director Geral, mas já cá estava há oito meses e estamos a seguir o plano definido e o que estava previsto”, disse Crous.

A gestão anterior da LAM enfrentou desafios significativos, incluindo alegações de má conduta financeira. No entanto, sob a nova liderança de Crous, a empresa está a passar por um processo abrangente de reestruturação, visando estabilizar as suas operações e restaurar a confiança dos moçambicanos.

O Conselho de Administração da LAM anunciou a 28 de Fevereiro a cessação de funções do director-geral da companhia, João Carlos Pó Jorge, no âmbito das medidas de reestruturação da empresa. No mesmo dia foi substituído por Theunis Crous, que assume a função interinamente até 30 de Abril.

A cessação de funções de João Carlos Pó Jorge, director-geral desde 2018, ocorreu após o director de reestruturação da LAM, Sérgio Matos, denunciar um esquema de desvio de dinheiro, com prejuízos de cerca de três milhões de euros, em lojas de venda de bilhetes, através de máquinas dos terminais de pagamento automático (TPA/POS) que não são da companhia.

A intervenção governamental na gestão da LAM foi crucial para evitar perdas progressivas e garantir a sua viabilidade a longo prazo. Com medidas como o aumento da frota e a redução de tarifas, a empresa está a progredir em direção à estabilidade financeira e operacional.

 

A LAM Cargo


Imagem © 2024 LAM (20240313) LAM China e Dubai, Na Mira Dos DestinosAlém do seu papel no sector da aviação, a LAM desempenha um papel fundamental no desenvolvimento económico de Moçambique. A expansão dos seus serviços não apenas impulsionará o turismo, mas também facilitará o comércio e o investimento estrangeiro, contribuindo para o crescimento sustentável do país.

O lançamento do primeiro avião cargueiro da LAM, um Boeing 737-300F, a operar a partir de 25 de Março, marca um momento significativo na sua história. Com uma capacidade de carga impressionante e rotas estendidas, a empresa está posicionada para atender à crescente procura do mercado de logística e transporte de carga.

“Estamos perante uma nova era nos serviços de transporte de carga da LAM”.

“O início deste serviço de carga representou oito meses de preparação”, destacou o diretor-geral da LAM.

O novo Boeing 737-300F dispõe de uma capacidade de carga por voo de 17 toneladas e junta-se à frota da LAM, constituída ainda por um Boeing 737-700, três Bombardier Q400, três Bombardier CRJ 900 e três Embraer 145, todos de passageiros e com capacidade de carga por voo que varia entre 1,2 e cinco toneladas.

A inclusão de serviços de carga expande o alcance da LAM além do transporte de passageiros, abrindo novas oportunidades de negócios e receita. Com um compromisso renovado com a excelência operacional, a empresa está preparada para capitalizar o seu potencial de crescimento e afirmar-se como uma líder regional no setor da aviação.

 

Conclusão


A expansão planeada e as medidas de reestruturação evidenciam o compromisso da LAM em crescer e prosperar num ambiente desafiador. Com uma visão clara e uma liderança dedicada, a empresa está preparada para enfrentar os desafios do futuro e continuar a servir como um orgulhoso embaixador de Moçambique no mundo.

Com voos para Dubai e Guangzhou no horizonte e o lançamento da sua divisão de carga, a LAM está posicionada para alcançar novos patamares de sucesso e contribuir para o desenvolvimento económico de Moçambique. Este é apenas o começo de uma nova era para a aviação em Moçambique, e a LAM está pronta para voar cada vez mais alto.

 

O que pensas desta modernização da LAM? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

LAM vai ligar África do Sul e Cabo Delgado

LAM Prevê Ligar Brasil, China E Índia Em 2024

 


Imagem: © 2024 LAM
Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!