LAM Prevê Ligar Brasil, China E Índia Em 2024.

A Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) prevê avançar com ligações para Brasil, China e Índia em 2024, anunciou hoje a companhia estatal, na estreia dos voos entre Maputo e Cidade do Cabo, na África do Sul.

“É uma possibilidade e está no nosso plano estratégico, no próximo ano, operar pelo menos dois a três destinos intercontinentais”.

Avançou o diretor comercial da LAM, Firmino Naftal, em declarações aos jornalistas no aeroporto internacional da Cidade do Cabo.

A companhia aérea moçambicana estreou hoje o primeiro voo próprio entre Maputo e a Cidade do Cabo – com três frequências semanais – ligação que, através de outras companhias, movimenta atualmente mais de 200 mil passageiros por ano. Só o aeroporto da Cidade do Cabo recebeu este ano sete novas rotas internacionais, incluindo a da LAM.

“Vai unir os dois países, através das duas cidades”.

Disse, referindo-se à nova ligação da companhia moçambicana a uma das mais importantes cidades sul-africanas.

No próximo ano, a aposta da LAM é avançar com ligações de Maputo para São Paulo (Brasil), Mumbai (Índia) e Guangzhou (China), segundo o diretor comercial da companhia, que apresentou esta estratégia, hoje, a operadores turísticos sul-africanos.

“Agora lançamos estas duas rotas, Cape Town [Cidade do Cabo] e Lisboa, e esperamos que até abril estejam bem consolidadas, antes de avançar com as próximas”.

Acrescentou Firmino Naftal.

Em simultâneo, avançou igualmente, a LAM já tem uma equipa no Malaui para iniciar nas próximas semanas os voos entre os dois países, face à procura já identificada no país vizinho.

“Brevemente poderemos anunciar essa ligação”, disse o responsável.

A rede de voos da LAM abrange 12 destinos no mercado doméstico, além de Joanesburgo, Dar-Es-Salaam, Harare, Lusaca e agora Cidade do Cabo, nas ligações regionais, realizando diariamente mais de 40 voos com recurso a um Boeing 737, três Bombardier Q400, dois Bombardier CRJ 900 e dois Embraer 145 operados pela subsidiária MEX – Moçambique Expresso.

Os destinos Cidade do Cabo e Lisboa fazem parte do plano de revitalização da operadora, depois de a empresa sul-africana Fly Modern Ark (FMA) ter entrado na gestão da LAM em abril deste ano.

A LAM pretende duplicar a frota de aeronaves, passando a contar com pelo menos 22 aviões até 2027, avançou anteriormente à Lusa a administração da companhia de bandeira moçambicana.

 

Imagem: © Sunil Gupta
Lusa - Agência de Notícias de Portugal
Agencia Lusa

É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.

Artigo anteriorDireitos Humanos Jazem Agonizantes Em Gaza
Próximo artigoZimbabwe Recebe Fertilizantes Da Rússia
É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!