11.3 C
Londres
Sábado, Maio 25, 2024

Aumento da Fome em África: Um Desafio Global

A comunidade internacional reconhece a gravidade da situação e está comprometida a enfrentar o desafio da fome em África.

Aumento da Fome em África: Um Desafio Global.

A fome é um problema persistente em todo o mundo, e nenhum lugar sente esta realidade mais intensamente do que o continente africano. Com uma em cada cinco pessoas a passar fome, África é a região mais afetada pelo flagelo da fome no mundo. As Nações Unidas (ONU) estimam que 735 milhões de pessoas são vítimas desta terrível situação.

 

A Escalada da Fome em África

África é um continente diversificado, rico em recursos naturais, mas também é o lar de uma realidade alarmante: a fome generalizada.

Segundo o relatório “Estado da Segurança Alimentar e Nutricional no Mundo 2023“, publicado pela ONU, mais de 37% da população africana enfrenta insegurança alimentar. Isto significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas está a lutar diariamente para ter acesso a alimentos adequados para sustentar as suas necessidades nutricionais básicas.

Em 2022, a situação piorou em todas as sub-regiões do continente. O Norte de África viu um aumento de 2,4 milhões de pessoas a enfrentar insegurança alimentar severa em comparação com o ano anterior.

Na África Central, este número aumentou em 4,8 milhões, enquanto na África Austral e Ocidental foram registados acréscimos de 1,1 milhão e 3,6 milhões, respectivamente. Estes dados demonstram claramente que a fome é um desafio crescente que precisa ser enfrentado com urgência.

 

Causas e Consequências da Fome em África

A fome em África é o resultado de uma combinação complexa de fatores. Os conflitos armados, as crises climáticas e os impactos socioeconómicos, agravados pela pandemia da COVID-19, contribuíram para a atual crise alimentar.

A guerra em curso na Ucrânia e outros conflitos regionais têm um efeito directo na disponibilidade de alimentos nutritivos e dietas saudáveis. A degradação ambiental, as mudanças climáticas e a instabilidade económica também desempenham um papel significativo ao empurrar as pessoas para a margem da segurança alimentar.

Os impactos da fome em África são profundos e generalizados. A desnutrição é um problema especialmente grave entre as crianças. Em 2022, 148 milhões de crianças menores de cinco anos apresentavam crescimento atrofiado, enquanto 45 milhões estavam abaixo do peso recomendado.

Além disso, 37 milhões de crianças nesta faixa etária sofriam com o excesso de peso. Estas condições comprometem o desenvolvimento físico e cognitivo das crianças, afetando negativamente o seu futuro.

 

Combater a Fome em África

A comunidade internacional reconhece a gravidade da situação e está comprometida a enfrentar o desafio da fome em África.

Organizações como a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), o Programa Alimentar Mundial (PAM) e outras estão a trabalhar em conjunto para fornecer assistência alimentar, promover a agricultura sustentável e melhorar o acesso a alimentos nutritivos.

No entanto, é crucial que estes esforços sejam intensificados e direcionados de forma mais eficaz. Para alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável de acabar com a fome até 2030, são necessárias ações coordenadas em várias áreas.

Investimentos em infraestrutura agrícola, tecnologias agrícolas modernas, desenvolvimento rural e educação alimentar são essenciais para melhorar a segurança alimentar em África. Além disto, é fundamental abordar as causas subjacentes da fome, como conflitos e mudanças climáticas, por meio de soluções políticas e diplomáticas.

 

Conclusão

A fome em África é uma crise global que exige ação imediata e sustentada. Com mais de 735 milhões de pessoas a passar fome, é essencial que a comunidade internacional intensifique os seus esforços para combater este problema. A fome tem consequências devastadoras para as pessoas, especialmente para as crianças, e compromete o desenvolvimento sustentável do continente.

Somente por meio de uma abordagem abrangente e colaborativa, que inclua investimentos na agricultura, desenvolvimento rural e soluções para os conflitos e para as mudanças climáticas, poderemos alcançar um futuro onde ninguém precise mais de enfrentar a fome.

 

O que achas do aumento da fome em África? Este problema é só africano ou é global? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

África Tem Tecnologia Para Atingir Fome Zero

África: Impacto da guerra da Ucrânia aumenta

Imagem: © DR
Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com