12.5 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Mundial Feminino: Nigéria Perde Nos Penáltis.

"E era o velho cliché, mas é tão verdade. As probabilidades estavam contra nós esta noite.” - Mary Alexandra Earps, guarda-redes da seleção inglesa.

Mundial Feminino: Nigéria Perde Nos Penáltis.

O Mundial de Futebol Feminino trouxe um confronto emocionante entre a Nigéria e a Inglaterra que resultou numa disputa de Penáltis intensa. As equipas enfrentaram-se num duelo de alto nível, deixando os fãs de futebol em suspense. A Nigéria, embora tenha perdido nos Penáltis, pode sair da competição de cabeça erguida, após uma exibição impressionante ao longo do torneio.

 

O Desafio da Nigéria

A seleção nigeriana, comandada pelo treinador Randy Waldrum, já havia demonstrado determinação ao escapar de um grupo que incluía a campeã olímpica Canadá, as anfitriãs Austrália e as estreantes destemidas da República da Irlanda. Apesar de não terem alcançado a vitória sobre as campeãs europeias da Inglaterra, a equipa nigeriana exibiu um desempenho notável ao longo do torneio.

A Nigéria entrou em campo com determinação, sabendo que uma vitória poderia ter implicações significativas no desenvolvimento do futebol feminino no país. A possibilidade de derrotar as campeãs europeias e avançar na competição era um objetivo ambicioso, mas alcançável.

O jogo entre a Nigéria e a Inglaterra foi um verdadeiro espetáculo de emoções. Ambas as equipas mostraram grande habilidade e determinação, criando oportunidades emocionantes ao longo dos 90 minutos regulamentares. A Nigéria mais do que igualou a Inglaterra, mantendo o ímpeto enquanto avançavam para o tempo extra.

 

A Força das Leoas

Imagem © 2023 FIFA (20230807) Mundial Feminino Nigéria Perde nos PenáltisApesar da expulsão de Lauren James, a Inglaterra enfrentou a prorrogação com coragem e determinação. As jogadoras inglesas continuaram a pressionar e a lutar, desafiando as probabilidades. A equipa manteve a sua intensidade, apesar da desvantagem numérica e manteve a Nigéria na defensiva.

A Inglaterra ganhou uma grande penalidade quando Daly foi empurrada por trás dentro da Grande-Área por Rasheedat Ajibade, mas o VAR anulou a decisão. Mais tarde na segunda parte, Daly teve uma oportunidade fantástica com um cabeceamento após um canto de Greenwood que obrigou a guarda-redes Chiamaka Nnadozie a descer rapidamente e a defender.

A Inglaterra recuou no seu próprio meio-campo durante grande parte do tempo extra, e a substituta nigerinan Asisat Oshoala disparou um remate de curta distância minutos antes do apito final, ao qual Earps mergulhou para segurar, garantindo dessa forma a derradeira passagem aos penáltis, para a decisão do jogo.

A partida culminou numa emocionante disputa de Penáltis, com ambas as equipas a lutar pela vitória. A Nigéria mostrou grande perícia e determinação, mas infelizmente não conseguiu superar a Inglaterra nos Penáltis. Chloe Kelly, da Inglaterra, marcou o penálti decisivo, garantindo a vitória para a equipa europeia.

“Sonhas em jogar num Mundial de Futebol quando és criança”.

“E era o velho cliché, mas é tão verdade. As probabilidades estavam contra nós esta noite”.

“A equipa uniu-se de forma fantástica contra todas as probabilidades para realmente lutar contra uma Nigéria muito difícil que foi brilhante e incansável”.

Disse Mary Alexandra Earps, a guarda-redes da seleção inglesa, no fim do jogo.

A Inglaterra está a fazer a sua sexta participação num Mundial de Futebol Feminino e tem como objetivo superar o seu melhor resultado, um terceiro lugar em 2015. Há quatro anos, ficaram em quarto lugar em França.

 

Orgulho e Determinação da Nigéria 

Apesar da derrota nos Penáltis, a Nigéria pode deixar o Mundial de Futebol Feminino de cabeça erguida. O treinador Randy Waldrum expressou o seu orgulho na equipa, destacando o seu desempenho notável ao longo do torneio. A Nigéria enfrentou adversários formidáveis e demonstrou que é capaz de competir ao mais alto nível.

Imagem © 2023 FIFA (20230807) Mundial Feminino Nigéria Perde nos PenáltisDurante o Jogo, forçaram a guarda-redes inglesa que joga no Manchester United a trabalhar cedo e Earps destacou-se com algumas grandes defesas. Ashleigh Plumptre lançou um foguete de fora da área a 25 metros que bateu na parte de baixo da trave e. momentos depois, obrigou Earps a fazer uma defesa mergulhando após um remate do centro da área.

As Super Falcons, classificadas em 40º lugar a nível mundial, foram eliminadas da nona edição do Mundial Feminino de Futebol nos oitavos de final pela segunda vez consecutiva. A Nigéria venceu apenas um dos seus 15 jogos do Mundial Feminino da FIFA contra equipas europeias, não tendo marcado em sete dos seus últimos oito jogos contra tal oposição na competição.

As nigerianas também se tornaram a primeira equipa a empatar pelo menos três jogos sem golos numa única edição do Mundial de Futebol Feminino.

A Nigéria deixa o Mundial com os olhos postos no futuro. A equipa demonstrou o seu potencial e habilidade, deixando claro que está determinada a alcançar grandes feitos no futebol feminino. À medida que a equipa se prepara para os desafios futuros, o país pode orgulhar-se da sua representação no panorama desportivo internacional.

 

Conclusão

O percurso da Nigéria no Mundial de Futebol Feminino foi marcado por determinação, coragem e habilidade. A equipa nigeriana enfrentou adversárias poderosas e demonstrou o seu valor ao longo do torneio.

Embora a derrota nos Penáltis tenha encerrado a sua participação, a Nigéria pode orgulhar-se do seu desempenho e olhar para o futuro com otimismo. O país continua a ser um contribuinte valioso para o desenvolvimento e promoção do futebol feminino a nível global.

 

Viste o jogo? E o que achaste da participação da Nigéria no Mundial? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Mundial Feminino de Futebol: África brilha, 3 Países Nos Oitavos

Mundial Feminino de Futebol: África Surpreende

África Não Encanta No Mundial Feminino 2023

Imagem: © 2023 FIFA
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santos

Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.

Francisco Lopes-Santoshttp://xesko.webs.com
Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com