12.5 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Mundial Feminino de Futebol: África Surpreende

Com um campeonato mais amplo e aberto a possibilidades, as seleções africanas estão determinadas a mostrar ao mundo do futebol feminino o seu valor e talento.

Mundial Feminino de Futebol: África Surpreende.

O Mundial Feminino de Futebol da FIFA em 2023 está repleto de emoção e surpresas, e as seleções africanas estão determinadas a mostrar o seu valor no campeonato. Com a participação de quatro seleções africanas – Nigéria, África do Sul, Marrocos e Zâmbia – o continente está ansioso por brilhar no cenário mundial do futebol feminino.

O campeonato, que ocorre pela primeira vez no hemisfério sul, na Austrália e Nova Zelândia, apresenta um formato expandido com 32 países a competirem pelo troféu. Essa expansão abre novas oportunidades para que as equipes africanas alcancem as fases eliminatórias, e cada seleção africana está pronta para causar impacto e surpreender o mundo.

 

Expansão do Campeonato

O Mundial Feminino de Futebol de 2023 marcou uma mudança significativa, com a expansão do campeonato para 32 países em vez de 24. Essa decisão da FIFA ofereceu aos africanos uma chance maior de se qualificarem para a fase eliminatória.

Com mais equipes participantes, a competição tornou-se mais acirrada e imprevisível, permitindo que seleções menos conhecidas brilhem no cenário internacional.

 

Marrocos Faz História

As “Lionesses” do Atlas, a seleção feminina de Marrocos, estão a fazer história ao tornarem-se a primeira equipe feminina do mundo árabe a participar num Mundial Feminino de Futebol. Em uma região onde o futebol masculino domina, a participação da equipe feminina é pioneira e inspiradora.

Embora Marrocos tenha sido vice-campeão no Campeonato Africano Feminino de 2022, a equipe enfrentará desafios significativos contra adversários poderosos neste mundial de 2023. A jogadora em destaque, Rosella Ayane, traz a sua determinação e habilidades para impulsionar a equipe em direção ao sucesso.

Na segunda jornada, estrearam-se uma vitória histórica de 1-0 sobre a Coreia do Sul. O golo de Ibtissam Jraïdi tornou-se o primeiro de Marrocos em um Campeonato do Mundo e impulsionou a equipe para a sua primeira vitória. Esta conquista é motivo de orgulho para a nação marroquina e demonstra o crescimento do futebol feminino no país.

 

A África do Sul e o Mundial Feminino de Futebol

A África do Sul tornou-se uma força poderosa no futebol feminino africano após a sua vitória no Campeonato Africano Feminino de 2022. No entanto, a equipe chega ao Mundial Feminino de Futebol de 2023 a enfrentar desafios internos, como o conflito salarial entre as jogadoras e a falta de reconhecimento em comparação com a equipe masculina.

Apesar disso, a equipe sul-africana possui um grupo jovem e talentoso, encabeçado por Thembi Kgatlana que procura superar as dificuldades e mostrar o seu potencial na competição.

Na segunda jornada, a Argentina e a África do Sul protagonizaram um emocionante empate por 2-2. Ambas as seleções lutaram arduamente para conquistar a vitória, e o resultado final mostrou que ambas têm o potencial de surpreender neste campeonato. Esta igualdade, aumenta ainda mais a emoção da prova e mantém as esperanças vivas para ambas as equipes.

 

Uma Potência do Futebol Feminino Africano

A Nigéria é uma das seleções mais experientes deste Mundial Feminino de Futebol de 2023, pois já participa na competição desde a primeira edição ocorrida em 1991. Com resultados notáveis, como chegar aos quartos de final em 1999, a Nigéria é uma potência do futebol feminino africano.

Comandada por Asisat Oshoala, uma jogadora de destaque com um histórico de sucesso, a equipe está determinada a conquistar novos feitos no campeonato e superar suas próprias marcas anteriores.

Nesta segunda jornada, a Nigéria enfrentou a Austrália, o país anfitrião, e conquistou uma importante vitória por 3-2. Com essa vitória, a seleção nigeriana está mais próxima de se classificar para os oitavos de final do campeonato. As jogadoras estão determinadas a continuar a sua jornada de sucesso e mostrar a sua força no cenário internacional.

 

Estreia Histórica da Zâmbia

A Zâmbia fez a sua estreia histórica no Mundial Feminino de Futebol da FIFA em 2023. A equipe chegou com uma mentalidade ambiciosa e determinada a causar impacto. Durante os Jogos Olímpicos de Verão de Tóquio em 2020, a Zâmbia mostrou a sua força ao derrotar a Alemanha em um jogo surpreendente.

A atacante estrela, Barbra Banda, comandou a equipe com os seus impressionantes hat-tricks consecutivos nos Jogos Olímpicos. A sua habilidade e talento tornaram-na uma força a ser reconhecida nesta competição. No entanto, a Zâmbia começou o Mundial com o pé errado a perder 5-0 para o Japão.

Na segunda jornada, foram completamente ofuscadas pela Espanha que com uma equipe talentosa e motivada, procurando avançar ainda mais no campeonato e conquistar o seu espaço entre as melhores seleções femininas do mundo, mostrou a sua superioridade ao vencer em Auckland, frente a uma Zâmbia fragilizada, repetindo os 5-0 da primeira jornada.

 

Oportunidades

Apesar das seleções africanas não serem consideradas favoritas para vencer o campeonato, todas ainda têm a oportunidade de causar surpresas e avançar para as fases eliminatórias. Com as classificações atualizadas, a Nigéria é a seleção mais bem posicionada, seguida pela África do Sul, Marrocos e Zâmbia.

Com um campeonato mais amplo e aberto a possibilidades, as seleções africanas estão determinadas a mostrar ao mundo do futebol feminino o seu valor e talento.

 

A Próxima Jornada Do Mundial Feminino de Futebol

Na próxima jornada, o Marrocos enfrentará a Colômbia, em Perth, a África do Sul enfrentará a Itália, em Wellington, a Nigéria enfrentará a República da Irlanda, em Brisbane e a Zâmbia enfrentará a Costa Rica, em Hamilton.

Apesar de os PALOP não estarem representados neste Mundial Feminino, temos dois representantes da lusofonia, o Brasil que perdeu com a França 2-1 e, Portugal que venceu o Vietname, 2-0, nesta segunda jornada. Vamos ver, como se comportam na terceira, especialmente Portugal que vai defrontar a equipe Campeã do Mundo, os EUA.

 

Conclusão

O Mundial Feminino de Futebol de 2023 está repleta de emoção, surpresas e histórias inspiradoras. As seleções africanas estão determinadas a causar impacto e mostrar ao mundo o seu talento no futebol feminino.

Marrocos, África do Sul, Nigéria e Zâmbia estão preparadas para lutar contra as adversidades e conquistar novos feitos no campeonato. À medida que a competição se desenrola, o mundo aguarda ansiosamente para ver quem se destacará e escreverá o seu nome na história do futebol feminino africano e mundial.

 

📢 Dá-nos a tua opinião! Queremos saber o que achas deste Mundial de Futebol Feminino! Comenta abaixo e não hesites em partilhar e dar um “like/gosto” ao artigo. A tua participação é essencial para nós! 👍🗨️

 

Ver Também:

África Não Encanta No Mundial Feminino 2023

Imagem: © 2023 Dan Peled
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santos

Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.

Francisco Lopes-Santoshttp://xesko.webs.com
Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com