13.8 C
Londres
Sexta-feira, Abril 12, 2024

1.300 milhões de euros para Metro em Luanda

O projeto inclui serviços tecnológicos avançados para a operação do sistema de metro, onde estão incluídos, sinalização, telecomunicações ferroviárias e o sistema de alimentação de energia.

1.300 milhões de euros para Metro em Luanda.

A Linha Amarela do Metro de Superfície de Luanda, orçada em mais de mil milhões de euros, é uma importante solução sustentável e estender-se-á do Porto de Luanda até ao Kilamba, contribuindo significativamente para melhorar a mobilidade na cidade e impulsionar o desenvolvimento económico local e regional.

 

O projecto do Metro

O troço entre o Porto de Luanda e a Centralidade do Kilamba, em Luanda, contará com um Sistema de Metro de Superfície. Esta infraestrutura representa um marco importante no desenvolvimento dos transportes públicos da capital angolana, proporcionando uma solução de transporte sustentável e eficiente para os seus habitantes.

O valor autorizado pelo Presidente da República, João Lourenço, através do Despacho Presidencial n.º 53/23 de 22 de Março, inclui a abertura do procedimento de contratação simplificada.

A empreitada para a concepção, construção, implementação, fornecimento de equipamentos e tecnologia relativos à Linha Amarela do Sistema de Metro de Superfície de Luanda, foi estabelecido com a empresa Siemens Mobility. A escolha desta empresa reconhecida internacionalmente garante a qualidade e a fiabilidade do projeto

O documento também prevê a construção da via-férrea dupla, ligando o Porto de Luanda à Centralidade do Kilamba. A extensão total é de 39 quilómetros, melhorando significativamente a acessibilidade entre estas áreas estratégicas da cidade, facilitando a circulação de pessoas e bens.

Está prevista também a construção de um Parque de Manutenção e Operação (PMO) em cada extremidade da linha. Isso garantirá a manutenção adequada dos veículos e a operação eficiente do sistema.

 

Siemens Mobility

A Siemens Mobility tem também a obrigação contratual de construir 24 paragens, distribuídas ao longo do trajeto, proporcionando aos passageiros fácil acesso ao metro de superfície. As paragens serão estrategicamente localizadas para servir os principais pontos de interesse e áreas residenciais da cidade.

A empresa fornecerá e colocará em serviço uma frota de 68 veículos articulados de quatro unidades cada, garantindo a capacidade de transporte necessária para acomodar o crescente número de passageiros.

O projeto inclui serviços tecnológicos avançados para a operação do sistema de metro, onde estão incluídos, sinalização, telecomunicações ferroviárias e o sistema de alimentação de energia de tração para os comboios e para as instalações fixas do metro

Estes sistemas garantirão a segurança e a eficiência do funcionamento do metro de superfície.

 

Necessidade de transporte integrado

A Linha Amarela surge da necessidade de estabelecer uma rede de transportes públicos integrada. Esta rede deve ser baseada em tecnologia sustentável e em um sistema de metro de superfície moderno. Isto é essencial para acompanhar o crescimento demográfico da cidade de Luanda.

Esta iniciativa reconhece a importância de investir em soluções de transporte público eficientes e ecológicas para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e reduzir o impacto ambiental.

A construção desta linha de Metro demonstra o compromisso do governo com a melhoria da qualidade de vida para todos os cidadãos. Isso inclui investir em soluções de transporte público eficientes e ecológicas e representa um investimento estratégico na melhoria da mobilidade urbana.

A cidade de Luanda apresenta grandes desafios nos domínios da mobilidade e das infraestruturas rodoviárias, resultado do aumento exponencial da sua população, que até 2030 pode ultrapassar os doze milhões de habitantes.

A crescente densidade populacional tem colocado uma pressão significativa sobre a rede de transportes existente, levando a congestionamentos, longos tempos de deslocação e a um aumento da poluição atmosférica.

 

Modelo do Metro para futuras expansões

A Linha Amarela do Metro de Superfície de Luanda poderá servir como modelo para futuras expansões da rede de transportes públicos. Outras cidades angolanas também poderão beneficiar-se deste tipo de desenvolvimento sustentável.

O metro de superfície proporcionará uma alternativa de transporte público mais rápida, eficiente e ecológica. Isso contribuirá para a redução do congestionamento rodoviário e do tempo de deslocação na cidade.

O uso de energia elétrica para alimentar os veículos ajudará a diminuir a emissão de gases poluentes o que melhorará a qualidade do ar e promoverá um ambiente mais saudável para os habitantes de Luanda.

A implementação desta linha de metro de superfície também impulsionará o desenvolvimento económico local e regional. Serão criados empregos diretos e indiretos relacionados à construção, operação e manutenção da infraestrutura.

O melhor acesso ao transporte público incentivará a criação de novos negócios e a expansão das atividades económicas. Isso ocorrerá em áreas servidas pela linha, contribuindo para o crescimento sustentável.

 

Conclusão

a construção da Linha Amarela do Metro de Superfície de Luanda representa um investimento estratégico na melhoria da mobilidade urbana e na promoção do desenvolvimento sustentável em Angola.

Com a conclusão deste projeto, os habitantes de Luanda poderão usufruir de um sistema de transporte público moderno e eficiente, que não só melhorará a sua qualidade de vida, mas também apoiará o crescimento económico e a proteção do meio ambiente.

 

O que achas deste Metro de Superfície em Luanda? Acreditas que esta obra tem “pernas para andar”? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Angola assina tratado de pesca legal sustentável

A Literatura Africana em Língua Portuguesa

O centenário de Agostinho Neto comemorou-se 43 anos após o seu falecimento

Imagem: © 2022 Francisco Lopes-Santos 
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santoshttp://xesko.webs.com
Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!