18.5 C
Londres
Sábado, Junho 22, 2024

Ruanda Inaugura Fábrica de Vacinas de ARNm

"Mas é possível e, porque é possível, também é necessário" – Paul Kagame.

Ruanda Inaugura Fábrica de Vacinas de ARNm.

O Ruanda inaugurou hoje uma fábrica da empresa alemã BioNTech para produzir vacinas com tecnologia de ARN mensageiro (ARNm), a primeira do género em África e apoiada pela União Europeia (UE).

“Esta instalação foi concebida para estar entre as mais avançadas do mundo”.

Afirmou o Presidente do Ruanda, Paul Kagame, na cerimónia de inauguração da fábrica.

A instalação de 30.000 metros quadrados está localizada na Zona Económica Especial de Kigali, a capital do país.

 

A inauguração

Imagem © Getty Images (20231218) Rwanda Inaugura Fábrica de Vacinas de ARNmKagame referiu que a luta para encontrar vacinas durante a pandemia da covid-19 motivou esta iniciativa.

“O défice de vacinas atingiu duramente África durante a pandemia, demos por nós a bater a todas as portas à procura de doses”.

“A situação era intolerável e a União Africana (UA) juntou-se para assumir um compromisso firme de que não nos permitiríamos estar novamente nessa posição”, sublinhou o Presidente.

Kagame recordou que, no início, havia um consenso de que as vacinas de ARNm não podiam sequer ser administradas em África.

“Dizia-se que era demasiado complicado para os nossos sistemas de saúde (…)”.

“Quando embarcámos nesta viagem para fazer estas vacinas no nosso continente, disseram-nos que demoraria no mínimo 30 anos”.

“Mas é possível e, porque é possível, também é necessário”, afirmou.

O evento contou também com a presença, entre outros dignitários, da Presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen que sublinhou que a UE mobilizou 1,2 mil milhões de euros para apoiar este projeto.

Imagem © Getty Images (20231218) Rwanda Inaugura Fábrica de Vacinas de ARNm

Von der Leyen afirmou que, em dois anos;

“A fábrica produzirá até 50 milhões de doses de vacinas por ano”.

“E não estamos a falar apenas da luta contra o coronavírus”.

“Trata-se de abrir novos caminhos na luta contra (…) a tuberculose, a malária e, potencialmente, até o cancro”, acrescentou.

O cofundador e diretor executivo da BioNTech, Uğur Şahin, afirmou que a sua empresa pretende contribuir para a construção de um ecossistema de vacinas sustentável e resiliente no continente africano.

“A essência da nossa contribuição aqui em África é clara: as potenciais futuras vacinas devem ser produzidas em África, para África, com as mesmas necessidades regionais e padrões globais”, observou Şahin.

Paralelamente, o Ruanda e o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) assinaram hoje um acordo para que o país acolha a Fundação Africana de Tecnologia Farmacêutica (APTF), uma agência pan-africana que procura melhorar o acesso de África a tecnologias para o fabrico de medicamentos, vacinas e outros produtos farmacêuticos.

 

Conclusão

A inauguração da fábrica de vacinas com tecnologia de ARN mensageiro no Ruanda marca um marco significativo na luta global contra a pandemia e outras doenças. O compromisso do Presidente Kagame e o apoio da União Europeia evidenciam a importância de uma produção local de vacinas para garantir a segurança de abastecimento.

A parceria entre a BioNTech e o continente africano promete não apenas combater a COVID-19, mas também abrir caminhos para enfrentar outras doenças. A presença da Presidente da Comissão Europeia destaca a dimensão global deste esforço. Por outro lado, a assinatura do acordo com o BAD, solidifica o compromisso do Ruanda em impulsionar o acesso à tecnologia farmacêutica em toda a África.

 

Imagem: © Getty Images
Lusa - Agência de Notícias de Portugal
Agencia Lusa

É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.

Agencia Lusahttps://www.lusa.pt/
É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com