13 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

O Sudão Fica Para Trás Por Causa De Gaza

Mais de 200 dias de guerra no Sudão deixam as crianças no limite.

O Sudão Fica Para Trás Por Causa De Gaza.

Mais de 200 dias de guerra no Sudão deixam as crianças no limite, alerta O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Segundo a agência, o país possui agora a maior crise de deslocamento de crianças do mundo, com um registo de 3 milhões de menores a fugir da violência generalizada na procura de segurança, comida, abrigo e cuidados de saúde.

A guerra neste país africano já causou a pior crise de deslocamento de crianças do mundo, com 3 milhões de menores a fugirem da violência generalizada; muitas delas vivem em um estado de “medo interminável”; A Unicef oferece água, saúde, nutrição, espaços seguros e ensino, mas apenas 24% do apelo humanitário foi financiado para 2023.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, pediu um compromisso redobrado da comunidade internacional e de todas as partes em conflito para acabar com o “pesadelo implacável” vivido por milhões de crianças todos os dias no Sudão.

 

Medo Interminável no Sudão

A maioria delas está dentro do Sudão e outras milhares estão abrigadas em campos improvisados em países vizinhos.

Cerca de 14 milhões de crianças no Sudão precisam urgentemente de assistência humanitária. De acordo com o Unicef, muitas delas estão vivendo em “um estado de medo interminável, que inclui medo de serem mortas, feridas, recrutadas ou usadas por grupos armados”.

Os relatos de violência sexual relacionada a conflitos, incluindo estupros, têm sido numerosos. Com a intensificação dos combates nas últimas semanas em lugares como Cartum, Darfur e Cordofão, a preocupação é que as violações dos direitos das crianças continuem aumentando. Até agora, o Unicef recebeu denúncias de mais de 3,1 mil violações graves, incluindo o assassinato e mutilação de menores.

A agência da ONU também alerta que nenhuma das crianças sudanesas conseguiu voltar à escola, o que coloca o futuro de toda uma geração em risco. Cerca de 19 milhões de crianças no Sudão não conseguem retornar às salas de aula, tornando esta uma das piores crises educacionais do mundo.

 

Riscos Graves de Saúde

A ameaça iminente de doenças mortais, como cólera, dengue, sarampo e malária também está aumentando, com surtos já em expansão. Atualmente, cerca de 7,4 milhões de crianças não têm acesso à água potável.

Quase metade delas tem menos de cinco anos e corre sérios riscos de doenças diarreicas e cólera. Muitos outros carecem de vacinas de rotina contra doenças facilmente evitáveis. Mais de 700 mil crianças enfrentam desnutrição aguda grave, com risco de morrer sem tratamento.

O Unicef e parceiros estão fornecendo assistência a milhões de crianças dentro do Sudão e em países vizinhos, incluindo água, saúde, nutrição, espaços seguros e oportunidade de aprendizado.

Mas a agência alerta que as necessidades superam os recursos e que apenas 24% do apelo financeiro para 2023 foi atendido. A entidade reforçou pedidos de apoio e disse que precisa de acesso humanitário seguro e sem entraves para fornecer suprimentos e serviços que salvam vidas a todas as crianças necessitadas.

 

O que achas desta situação no Sudão? É correcto que por causa da guerra em Gaza, se esqueça a guerra do Sudão? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Imagem: © Adriana Zehbrauskas
UN News

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com