8.1 C
Londres
Segunda-feira, Abril 22, 2024

Sahel Necessita De Apoio Urgente

O Sahel enfrenta "desafios enormes", tais como múltiplos conflitos, inflação dos preços, escassez de ajuda humanitária e efeitos das alterações climáticas.

Sahel Necessita De Apoio Urgente


O Alto comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) declarou hoje que é necessário um apoio urgente para que se evite uma crise mais profunda no Sahel e elogiou o Mali por continuar a aceitar refugiados.

“O Mali é um dos vários países que oferecem um refúgio seguro aos mais de 1,1 milhões de refugiados e requerentes de asilo que atravessaram as fronteiras internacionais para escapar à guerra, à perseguição e a outros perigos generalizados e ameaçadores para a vida no Sahel e noutros locais de África”, declarou o ACNUR através de um comunicado de imprensa.

A Alta Comissária adjunta do ACNUR para a Proteção, Ruvendrini Menikdiwela, esteve, a semana passada, numa visita de uma semana ao Mali e ao Togo. Terminada a visita, referiu:

“A abordagem generosa do Mali em relação aos refugiados, mantendo as suas fronteiras abertas e oferecendo-lhes, uma vez registados, os mesmos direitos que os malianos, incluindo o acesso a serviços como os cuidados de saúde e a educação”

No entanto, Menikdiwela advertiu que esta ajuda humanitária pode escassear se não houver um apoio internacional imediato e sustentado. Referiu ainda que o Mali e outros países da região africana do Sahel estão sob uma pressão “alarmante” devido às deslocações forçadas e precisam de apoio imediato e adicional para evitar uma crise humanitária ainda mais grave.

“Os riscos no Mali e nos países vizinhos, muitos dos quais estão agora a enfrentar as suas próprias crises de deslocação, são alarmantes”, afirmou.

O Mali acolhe atualmente cerca de 66.793 refugiados, ao mesmo tempo que se debate com as necessidades urgentes de mais de 354.000 pessoas deslocadas internamente, segundo os dados do ACNUR.

Os refugiados que acolhe, principalmente do Burkina Fasso e do Níger, incluem um afluxo significativo de 40.000 do Burkina Fasso só nos últimos três meses, fugidos da turbulência e da instabilidade no seu país.

O Sahel enfrenta “desafios enormes”, tais como múltiplos conflitos, inflação dos preços, escassez de ajuda humanitária e efeitos das alterações climáticas, referiu a agência das Nações Unidas.

“No total, cerca de 4,8 milhões de pessoas no Sahel foram recentemente obrigadas a fugir das suas casas para procurar segurança noutros locais”, indicou.

Em 2024, o ACNUR precisa de 331,4 milhões de dólares (cerca de 306 milhões de euros) para manter o apoio às suas operações no Sahel central (Burkina Fasso, Mali e Níger) e para atender às necessidades urgentes das populações deslocadas à força. Todavia, no final de fevereiro havia apenas um financiamento de 16%, o que ameaça a continuidade dos serviços vitais.

Os golpes de Estado no Mali (24 de maio de 2021), Níger (26 de julho de 2023), Burkina Fasso (06 de agosto de 2023) derrubaram governos eleitos democraticamente e conduziram ao poder juntas militares.


Imagem: © Eskinder Debebe
Lusa - Agência de Notícias de Portugal
Agencia Lusa

É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.

Agencia Lusahttps://www.lusa.pt/
É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!