12.5 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Moçambicano em posição estratégica na ONU

A experiência e o conhecimento diplomático de Leonardo Simão, serão cruciais para enfrentar os desafios e oportunidades que a região enfrenta actualmente.

Moçambicano em posição estratégica na ONU.

António Guterres, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), anunciou a nomeação de Leonardo Simão, ex-ministro moçambicano dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, como seu representante especial, para a África Ocidental e o Sahel.

De acordo com um comunicado da ONU, o diplomata moçambicano também assumirá a liderança da Comissão Mista Camarões-Nigéria no contexto das suas novas funções, sucedendo a Annadif Saleh, do Chade, que concluiu o seu mandato em Outubro de 2022.

 

Quem é Leonardo Simão?

Leonardo Simão, moçambicano de nascimento, possui formação em Medicina pela Universidade Eduardo Mondlane (UEM). Ocupou o cargo de ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique entre 1994 e 2005, após ter estado à frente do ministério da Saúde de 1986 a 1994.

Recentemente, Simão desempenhou o papel de embaixador itinerante de Moçambique, responsável por promover a candidatura do país a membro não-permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU). Moçambique foi eleita para essa posição em meados de 2022, sendo um orgulho para todo o povo moçambicano.

 

A importância da África Ocidental e do Sahel

O Sahel é uma região africana localizada entre o deserto do Saara e as terras mais férteis da região equatorial do continente. Essa área forma um corredor quase ininterrupto do Oceano Atlântico ao Mar Vermelho, com uma largura que varia entre 500 e 700 km.

Já a África Ocidental situa-se na parte oeste do continente, entre o deserto do Saara e o Golfo da Guiné. Essa região engloba territórios de países como Níger, Senegal, Mauritânia, Gana, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné, Serra Leoa, Togo, entre outros.

 

Conclusão

No cargo de Representante Especial da ONU para a África Ocidental e o Sahel, o moçambicano, Leonardo Simão, terá a responsabilidade de trabalhar em estreita colaboração com os governos da região, organizações regionais e parceiros internacionais na promoção da paz, segurança e desenvolvimento sustentável.

A sua experiência e conhecimento diplomático serão cruciais para enfrentar os desafios e oportunidades que a região enfrenta actualmente.

 

O que achas da nomeação de um moçambicano para este cargo? Estará finalmente Moçambique a ocupar uma posição de destaque na África Austral? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Moçambique na presidência do CS da ONU

Moçambique dirige reunião de Cooperação dos PALOP

Ilha de Moçambique dá nova vida ao plástico

Imagem: © 2023 Francisco Lopes-Santos 
Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com