12.5 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Cancelada Audiência Do Ex-Presidente Zuma

O início do julgamento do caso, de mais de 20 anos, estava previsto para breve, segundo as autoridades sul-africanas.

Cancelada Audiência Do Ex-Presidente Zuma.

A audiência do caso de suborno e alegada corrupção do ex-presidente Jacob Zuma no Tribunal Superior de KwaZulu-Natal na terça-feira foi substituída por uma reunião virtual de “gestão”, anunciou hoje a Justiça sul-africana.

“A audiência do caso entre J G Zuma e o Estado, que foi marcada para se realizar de 15 a 16 de agosto de 2023 na Divisão de KwaZulu-Natal do Tribunal Superior, em Pietermaritzburg, não se realizará como previsto”.

Indicou, em comunicado, o gabinete do chefe da Justiça da África do Sul, Raymond Zondo.

“Em vez disso, o juiz presidente da Divisão de KwaZulu-Natal do Tribunal Superior, o juiz Thoba Poyo-Dlwati, conduzirá uma reunião virtual de gestão do caso com todas as partes envolvidas nas datas previamente marcadas para a sessão do tribunal”, concluiu a nota.

O ex-presidente sul-africano e antigo líder do Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês), partido no poder desde 1994, está a ser julgado no caso de suborno e alegada corrupção pública na compra de armamento em 1999 pela África do Sul democrática pós-regime de segregação racial de ‘apartheid’.

O início do julgamento do caso, de mais de 20 anos, estava previsto para breve, segundo as autoridades sul-africanas.

Na passada sexta-feira, Jacob Zuma, 81 anos, recebeu um “perdão especial” presidencial de Cyril Ramapahosa, e não será reencarcerado para cumprir uma pena de prisão de 15 meses por desrespeito à Justiça do país, anunciou o Governo sul-africano.

Jacob Zuma, chefe de Estado entre 2009 e 2018, enfrenta 18 acusações relacionadas com o caso, incluindo fraude, corrupção, lavagem de dinheiro e extorsão, no âmbito da compra de equipamento militar a cinco empresas de armamento europeias, em 1999, quando era vice-presidente de Thabo Mbeki.

O fabricante francês do setor da Defesa Thales enfrenta também acusações de corrupção e branqueamento de capitais. Tanto Zuma, como o grupo Thales sempre negaram as acusações.

O novo juiz é Nkosinathi Chili e substitui o juiz Piet Koen, que presidia ao caso de corrupção pública no negócio de armamento contra o antigo chefe de Estado sul-africano e que decidiu retirar-se, em janeiro passado, do julgamento do caso com cerca de 20 anos.

Em 17 de abril, o juiz Nkosinathi Chili adiou o julgamento para 15 de agosto para ouvir o novo recurso de Zuma, que tenta que o procurador principal no julgamento, Billy Downer, recuse o caso, acusando-o de parcialidade e de fuga de informação para a imprensa.

Lusa - Agência de Notícias de Portugal
Agencia Lusa

É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.

Agencia Lusahttps://www.lusa.pt/
É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com