18.8 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Agricultora de 63 anos ganha prémio WOFAGRIC

O evento, já com 3 anos de existência, é organizado pela Agrihouse Foundation e parceiros e celebra a excelência das mulheres na cadeia de valor da agricultura.

Agricultora de 63 anos ganha prémio WOFAGRIC.

Evelyn Andoh, uma agricultora de 63 que vive e trabalha em Wassa Ekutuatse, uma terra situada na região oeste do Gana, ganhou o prémio Gold in the Soil, no 4º Fórum de Treinamento de Liderança para Mulheres em Alimentos e Agricultura (WOFAGRIC), realizado em Takoradi, na região oeste do país.

O evento, já com 3 anos de existência, é organizado pela Agrihouse Foundation e parceiros e celebra a excelência das mulheres na cadeia de valor da agricultura no Gana, desde a produção até o processamento, ao branding e ao marketing.

Evelyn Andoh além do prémio, constituído por um triciclo, três pulverizadores de mochila, 20 caixas de fertilizante, seis galochas, lamparinas, pacotes de milho e herbicida, ainda recebeu uma placa e um certificado.

 

Agronegócio no feminino

A diretora executiva da Agrihouse, Nana Akyaa Akosa, disse que o Gold in Soil Awards recebeu sete indicações, incluindo duas mulheres agricultoras com deficiência. Mais importante, a Sra. Akosa disse que o agronegócio das mulheres agricultoras deveria causar impactos reconhecíveis na sua comunidade.

A Sra. Akosa ainda disse que:

“A seleção dos vencedores do prémio levou uma equipe da Agrihouse a 23 distritos nas regiões oeste e noroeste”.

“Nas últimas três semanas, concentraram-se em 45 mulheres agricultoras, 17 das quais, com deficiência”.

“Estas agricultoras estão a fazer ondas, destacando-se e apoiando a crescer e a posicionar a agricultura sustentável”.

“A equipe testemunhou cenas emocionantes e cativantes nas fazendas”.

O vice-ministro da Agricultura, Yaw Frimpong Addo, apreciou as realizações notáveis ​​de Madame Andoh e acrescentou:

“Você é uma vencedora porque fez o que chamamos de serviços complementares para o Ministério da Alimentação e Agricultura”.

“Fizemos todas as conquistas no Programa Planting for Food and Jobs para as mulheres”.

“São elas, os pequenos agricultores do Gana. Pequenos agricultores, que constituem cerca de 80% da população agrícola”.

Dando os parabéns às mulheres agricultoras com deficiência, ele agradeceu ainda à Agrihouse Foundation e aos seus parceiros pelo trabalho maravilhoso e afirmou:

“Vocês garantiram que os vossos desafios não limitaram o vosso potencial”.

 

Outros prémios

Também foram atribuídos prémios em outras categorias e as vencedoras foram:

  • Esi Akyere – Passion for Farm
  • Matcom Company – She Innovates Award.
  • Mary Perpetua Kwakuyi – Climate smart women project Award.
  • Eva Adu – Outstanding woman in extension services Award.
  • Rosemond Afua Afful – Star Woman Agripreneur Award.
  • Ekua Badu – Royal Agro Award.
  • Abena Asantewaa – Diamond in the rough Award.
  • Edna Ama Mensah – Feed-to-food Award.
  • Marian Ofori TwumasI – The change champion Award.
  • Monica Nwiah – Princess Carla Award.

 

Conclusão

Estes prémios da Agrihouse do Gana, são um exemplo daquilo que poderia ser feito em outros países, especialmente nos PALOP, para estimular a agricultura local. Fica por isso, aqui a dica, para aqueles “que mandam” aprenderem como se estimula a economia de uma nação.

 

O que achas destes prémios? Concordas que seria importante haver no teu país prémios similares? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.
Imagem: © 2022 AgriGold Magazine
Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com