4.8 C
Londres
Segunda-feira, Abril 22, 2024

Cabo Verde: Crescimento Sustentável Inclusivo

Cabo Verde é um arquipélago de belezas naturais e cultura rica, com um extraordinário potencial turístico, ainda pouco aproveitado.

Cabo Verde: Crescimento Sustentável Inclusivo


Um relatório divulgado hoje. 4 de Março de 2024, pela International Finance Corporation (IFC) e pelo Banco Mundial, destaca que Cabo Verde pode acelerar o seu crescimento económico e criar empregos, através do aumento do investimento privado em sectores estratégicos como o turismo sustentável, economia azul e serviços digitais.

Segundo o relatório, um sector privado mais forte pode desempenhar um papel crucial na promoção do crescimento sustentável e inclusivo em Cabo Verde, um arquipélago de belezas naturais e cultura rica, com um extraordinário potencial turístico, ainda pouco aproveitado.

 

A Importância do CPSD


O Diagnóstico do Sector Privado do País (CPSD) é uma ferramenta essencial alinhada com os objetivos de desenvolvimento nacional de Cabo Verde. Ele oferece uma análise abrangente da economia do país, identificando setores com alto potencial de crescimento e fornecendo orientações para investimentos estratégicos.

O CPSD, em consonância com os Planos Nacionais de Desenvolvimento de Cabo Verde, realiza uma análise detalhada da economia nacional, identificando áreas com elevado potencial de crescimento e fornecendo orientações aos intervenientes do setor privado sobre oportunidades de investimento.

O relatório destaca a importância de desbloquear o potencial do turismo sustentável, economia azul e serviços digitais para impulsionar o crescimento econômico de Cabo Verde.

 

Desafios e Oportunidades


Imagem © 2016 Samuel Borges Photography (20240304) Cabo Verde Crescimento Sustentável InclusivoOlivier Buyoya, Director Regional da IFC para a África Ocidental e Central, salientou:

“Um sector privado forte e dinâmico ajudará Cabo Verde a aproveitar melhor o seu capital natural e humano, a criar mais empregos e a oferecer mais oportunidades ao seu povo”.

“O CPSD visa apoiar o país neste processo e apoiar o Governo de Cabo Verde na realização dos seus objetivos de desenvolvimento nacional, para criar as condições para um crescimento sustentável”.

Apesar dos progressos significativos alcançados nas últimas décadas, Cabo Verde enfrenta desafios como a limitada diversificação económica e vulnerabilidades a choques externos, especialmente diante das alterações climáticas.

Um sector privado robusto é essencial para aproveitar o capital natural e humano de Cabo Verde, criando empregos e oportunidades para o seu povo. Nesse contexto, o CPSD destaca oportunidades claras em setores-chave, incluindo turismo sustentável, economia azul e serviços digitais.

 

Potencial do Sector do Turismo


Edouard Al Dahdah, Economista Principal do Banco Mundial e Líder do Programa para a África Ocidental, Crescimento Equitativo, Finanças e Instituições, reforçou a importância do relatório, ao afirmar:

“O CPSD é um importante trabalho analítico que visa ajudar Cabo Verde a atingir os seus objetivos de desenvolvimento”.

“Isso é obtido impulsionando a criação de emprego, alavancando setores-chave para o crescimento, como a economia azul, os serviços digitais e o turismo sustentável”.

O documento salienta a necessidade de diversificar as ofertas turísticas, ultrapassando o tradicional sol e mar. Investimentos em subsegmentos de maior valor acrescentado, como o turismo de natureza e caminhadas, têm o potencial de atrair visitantes para além das ilhas mais desenvolvidas.

 

Explorar Nichos de Mercado


Imagem © Marco Silva - World Bank Cabo Verde (20240304) Cabo Verde Crescimento Sustentável InclusivoCabo Verde também oferece oportunidades de investimento estratégico em segmentos de turismo de nicho, como iatismo, indústrias criativas e turismo nómada digital. Ao abraçar a sustentabilidade e apoiar iniciativas direcionadas, o país pode impulsionar um crescimento inclusivo e resistente neste sector vital.

A economia azul apresenta um potencial significativo para o desenvolvimento de novas cadeias de valor nas pescas e na aquacultura, integrando essas atividades com o turismo para impulsionar o crescimento e criar novas oportunidades, fortalecendo ainda mais o sector privado ao promover uma utilização sustentável dos recursos marinhos.

O Vice-Primeiro-Ministro, Olavo Correia, Ministro da Economia Digital e Ministro das Finanças e do Desenvolvimento Empresarial acrescentou:

“O Diagnóstico do Sector Privado é uma ferramenta relevante que servirá o governo nas suas acções para melhorar o ambiente empresarial e reforçar a colaboração entre os sectores público e privado”.

“Muitas das recomendações do CSPD estão em linha com a estratégia de desenvolvimento do país, e reforçam os projetos estruturantes lançados e planeados pelo governo para oferecer às empresas condições ótimas de investimento”.

O relatório salienta a importância dessa abordagem para fornecer apoio directo às empresas, impulsionando um crescimento abrangente e duradouro no sector do turismo, mencionando também a robusta infraestrutura digital de Cabo Verde e as oportunidades emergentes nos serviços de governo eletrónico e financeiros digitais.

Com um ambiente regulatório favorável, o país está bem posicionado para explorar esse mercado digitai crescente o que pode gerar empregos e estimular a inovação.

 

Colaboração entre Sectores


O governo de Cabo Verde está empenhado em aprimorar o ambiente empresarial e fortalecer a colaboração entre os sectores público e privado, tendo já com esse objectivo desenvolvido o Acordo de Concertação Estratégica (ACE).

Ao perseguir esse objectivo, entra agora numa parceria com o Grupo do Banco Mundial visando acelerar o progresso em direcção aos objetivos de desenvolvimento e em criar novas oportunidades para investimento e empreendedorismo.

O Vice-Primeiro-Ministro, Olavo Correia, destacou a importância do relatório como uma ferramenta para melhorar o ambiente empresarial e fortalecer a colaboração entre os sectores público e privado, comprometendo-se o governo em adoptar reformas para atrair investimentos e promover o desenvolvimento económico.

Essa parceria visa promover um crescimento sustentável e inclusivo. Através da experiência e recursos da IFC e do Banco Mundial, Cabo Verde busca acelerar o progresso em direção aos seus objetivos de desenvolvimento, criando novas oportunidades de investimento e empreendedorismo.

 

Conclusão


O relatório da IFC e do Banco Mundial destaca o potencial de Cabo Verde para alcançar um crescimento sustentável e inclusivo através do fortalecimento do sector privado.

Ao seguir as recomendações do CPSD e ao aproveitar as oportunidades, com investimentos estratégicos nos setores identificados, o país pode não apenas enfrentar os seus desafios económicos, mas também criar um futuro próspero para os seus cidadãos e as suas comunidades.

 

O que achas deste relatório sobre Cabo Verde? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 


Imagem: © 2017 Alexandra / Pixabay
Francisco Lopes-Santos
Francisco Lopes-Santos

Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.

Francisco Lopes-Santoshttp://xesko.webs.com
Ex-atleta olímpico, tem um Doutoramento em Antropologia da Arte e dois Mestrados um em Treino de Alto Rendimento e outro em Belas Artes. Escritor prolifero, já publicou vários livros de Poesia e de Ficção, além de vários ensaios e artigos científicos.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!