13 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Joaquim Chissano: Prémio Carreira Da Lusofonia

“O trajeto de cidadania de Joaquim Chissano foi um trajeto que aliou a intransigente moçambicanidade, à africanidade e à universalidade".

Joaquim Chissano: Prémio Carreira Da Lusofonia.

O antigo Presidente de Moçambique Joaquim Chissano recebe no sábado, dia 07 de Outubro de 2023, em Lisboa, o prémio Carreira, na sétima edição da Gala “Prémios da Lusofonia”, anunciou hoje a sua fundação, em Maputo.

De acordo com uma nota da Fundação Joaquim Chissano, o antigo chefe de Estado moçambicano (de Novembro de 1986 a Fevereiro de 2005) será galardoado nesta gala;

“Em reconhecimento do seu importante papel na edificação da paz, reconciliação, reconstrução, democratização e desenvolvimento da República de Moçambique”.

A fundação recorda que o evento anual, organizado pela Gala de Prémios da Lusofonia, é descrito como um momento de celebração da arte, cultura e cidadania no seio da Comunidade de Países da Língua Portuguesa (CPLP).

“A atribuição do ‘Prémio Lusofonia 2023 – Prémio Carreira a Joaquim Alberto Chissano é o corolário de uma vida dedicada ao povo moçambicano, ao bem público global e à cidadania de Língua Portuguesa”.

Explica a organização desta gala, numa informação consultada pela Lusa.

Joaquim Chissano nasceu em Chibuto, província de Gaza, em 22 de Outubro de 1939 e em 1961 chegou a Portugal para tirar o curso de medicina. Contudo, as suas ações relativas ao regime colonial em Moçambique levaram a que tivesse de partir para França.

Em 1962, na Tanzânia, é uma das personalidades participantes na fundação da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo, partido no poder).

Após o 25 de Abril em Portugal, Joaquim Chissano assumiu papel de relevo nas negociações entre a Frelimo e o Governo português, que levaram à independência de Moçambique.

No Governo de transição em Moçambique assumiu as funções de primeiro-ministro, tendo vindo a tornar-se ministro dos Negócios Estrangeiros, no Governo liderado por Samora Machel.

Em 1986, Joaquim Chissano assumiu a função de primeiro-ministro e em 06 de Novembro do mesmo ano o cargo de Presidente da República, o segundo da história do país, na sequência da morte do primeiro chefe de Estado moçambicano, Samora Machel.

“O trajeto de cidadania de Joaquim Chissano foi um trajeto que aliou a intransigente moçambicanidade, à africanidade e à universalidade”.

“Teve sempre, em todas as suas ações, uma visão de modernidade e de concórdia”.

“Tal contexto e atitude veio a ficar bem presente aquando do processo negocial que, em 1992, terminou com a guerra civil que ensombrou a sociedade moçambicana”.

Recorda a organização da Gala “Prémios da Lusofonia”.

Acrescenta que “após o cumprimento desse serviço ao povo de Moçambique”, Joaquim Chissano “assumiu cargos internacionais de relevância demonstrando o seu peso e alto conceito a nível internacional”, sendo atualmente, também, embaixador da Boa Vontade da CPLP.

“Destaque para a assunção da presidência da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) bem como para a presidência da União Africana”.

“A intensa atividade de serviço à paz e ao desenvolvimento social, económico e cultural continua a ser prosseguida, agora enquanto presidente da Fundação Joaquim Chissano”.

“Mas também integrado em diversas instituições potenciadoras de ações meritórias e integradoras, ao nível global, sempre a bem da concórdia e do humanismo”.

Conclui a organização da gala.

 

Imagem: © Vítor Rios
Lusa - Agência de Notícias de Portugal
Agencia Lusa

É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.

Agencia Lusahttps://www.lusa.pt/
É a maior agência noticiosa de língua portuguesa, faz parte da Aliança das Agências de Informação de Língua Portuguesa e tem mais de 280 jornalistas espalhados por todo o mundo. Para além das principais cidades de Portugal, a Lusa tem delegações ou correspondentes permanentes na Bélgica, Espanha, Alemanha, Reino Unido, França, Luxemburgo, Rússia, Estónia, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Angola, Moçambique, Índia, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Timor-Leste, Macau, China, Brasil, Venezuela, Estados Unidos, Canadá e Austrália. Fornece um serviço noticioso a inúmeros jornais, rádios e canais de televisão portugueses, aos meios de comunicação social das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e a agências noticiosas dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Subscrevem também os serviços da Lusa diversas instituições públicas e privadas.
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com