4.8 C
Londres
Segunda-feira, Abril 22, 2024

Guiné-Bissau: Japão financia construção do ITMA

“O projeto visa apoiar as prioridades do Estado da Guiné-Bissau, no combate à corrupção” – Assinalou o PNUD.

Guiné-Bissau: Japão financia construção do ITMA


O Japão vai financiar em 1,93 milhões de euros a construção do Instituto Tecnológico para a Modernização da Administração (ITMA) na Guiné-Bissau, revelou hoje em Bissau, Alessandra Casazza, a representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), lembrando a relevância do ITMA para a digitalização e modernização da administração pública guineense.

A digitalização da administração pública é um passo crucial para o progresso da Guiné-Bissau e a construção do Instituto Tecnológico para a Modernização da Administração (ITMA) representa um marco significativo nesse processo. Este instituto promete modernizar os serviços públicos, impulsionar a transparência e promover o desenvolvimento socioeconómico do país.

O primeiro-ministro guineense, Rui Duarte de Barros, destacou ainda a importância do futuro edifício do ITMA que, disse, irá albergar, entre outros serviços, o ‘Data Center’ da Guiné-Bissau e ainda ajudar a impulsionar a transformação do país “rumo ao digital”.

 

Benefícios da Digitalização


Com a construção deste instituto, a Guiné-Bissau dará um passo significativo em direção à melhoria da eficiência e eficácia dos serviços públicos. Através da implementação de tecnologias modernas e da formação dos funcionários públicos, espera-se que o ITMA promova a transparência, agilidade e qualidade dos processos administrativos do país.

Além disso, a digitalização da administração pública também trará benefícios para os cidadãos guineenses. Com a introdução de sistemas eletrónicos de atendimento, será possível reduzir a burocracia e os tempos de espera, tornando os serviços mais acessíveis e eficientes. Isso contribuirá para o fortalecimento da confiança dos cidadãos no governo e para o desenvolvimento socioeconómico do país.

O financiamento do Japão para a construção do ITMA demonstra o compromisso deste país em apoiar o desenvolvimento da Guiné-Bissau. Através de parcerias internacionais como esta, é possível impulsionar o progresso e promover a evolução dos países em desenvolvimento.

O Japão, reconhecido pelo seu conhecimento em tecnologia e inovação, tem desempenhado um papel importante na promoção do desenvolvimento sustentável em várias partes do mundo. Com a conclusão da construção do ITMA, a Guiné-Bissau estará mais preparada para enfrentar os desafios do século XXI.

A modernização da administração pública é essencial para o crescimento e a estabilidade do país, permitindo uma gestão mais eficiente dos recursos e uma melhor prestação de serviços aos cidadãos. O ITMA será um centro de referência para a capacitação e a troca de conhecimentos, contribuindo para o fortalecimento das instituições e o progresso da Guiné-Bissau.

O ITMA já existe formalmente na Guiné-Bissau, mas não possuía um edifício próprio. Com a construção do ITMA, o país poderá impulsionar a “revolução digital” e acompanhar o mundo em termos de digitalização. Além disso, o ITMA irá beneficiar também as regiões do interior da Guiné-Bissau, como Gabu, Cacheu e os Bijagós.

 

Digitalização e Desenvolvimento


O projeto tem como objetivo apoiar as prioridades do Estado da Guiné-Bissau, especialmente no combate à corrupção, reforçando as capacidades relacionadas à transparência, integridade e prevenção de riscos de corrupção.

A digitalização também é vista como uma estratégia para criar mais empregos, aumentar o acesso à saúde através da telemedicina, proporcionar uma educação acessível para todos e garantir inclusão financeira no país. A construção do edifício do ITMA marca um passo importante para a digitalização da administração pública na Guiné-Bissau.

Até então, o ITMA operou em espaços alugados, o que limitava a suas capacidades e recursos. Com a construção de um edifício próprio, o ITMA terá uma infraestrutura adequada para desenvolver e implementar soluções digitais que visam modernizar a administração pública do país.

A “revolução digital” impulsionada pelo ITMA é fundamental para que a Guiné-Bissau acompanhe o progresso em termos de digitalização. A transformação digital está a ocorrer em todo o mundo e os países que não se adaptarem a essa realidade correm o risco de ficar para trás.

“O projeto visa apoiar as prioridades do Estado da Guiné-Bissau, no combate à corrupção, com destaque para o reforço das capacidades, nomeadamente relacionados à transparência e à integridade e prevenção de riscos de corrupção”.

Assinalou o PNUD numa nota hoje divulgada. Com o ITMA, a Guiné-Bissau terá a oportunidade de fortalecer a sua posição no panorama digital, melhorando a eficiência dos serviços públicos e promovendo a inclusão digital em todo o país.

 

Desenvolvimento das Regiões


Além disso, a construção do ITMA também trará benefícios para as regiões do interior da Guiné-Bissau. Gabu, Cacheu e os Bijagós são áreas que muitas vezes são negligenciadas em termos de desenvolvimento e acesso a serviços públicos.

Com a presença do ITMA nessas regiões, será possível levar os benefícios da digitalização para as comunidades locais, proporcionando melhores serviços públicos, oportunidades de emprego e acesso a serviços de saúde e educação.

O projeto do ITMA não se limita apenas à modernização da administração pública. Também tem como objetivo apoiar as prioridades do Estado da Guiné-Bissau, especialmente no combate à corrupção. A digitalização pode desempenhar um papel fundamental nesse aspecto, fortalecendo a transparência, a integridade e a prevenção de riscos de corrupção.

Ao digitalizar processos e torná-los mais transparentes, o ITMA ajudará a reduzir a possibilidade de práticas corruptas, promovendo um governo mais eficiente e responsável. A digitalização também é vista como uma estratégia para impulsionar o desenvolvimento económico e social da Guiné-Bissau.

A criação de empregos é um dos principais benefícios esperados com a digitalização, já que a procura por profissionais qualificados em tecnologia da informação e comunicação tende a aumentar. Além disso, a digitalização também possibilita o acesso à saúde através da telemedicina, o que é especialmente importante em áreas remotas onde o acesso a serviços de saúde é limitado.

A educação também se beneficia da digitalização, permitindo o acesso a recursos educacionais online e a oportunidade de oferecer uma educação acessível para todos. E, por fim, a digitalização também pode contribuir para a inclusão financeira no país, permitindo o acesso a serviços bancários e financeiros para aqueles que antes estavam excluídos do sistema.

 

Parcerias Internacionais


Alessandra Casazza, representante do PNUD em Bissau, anunciou durante o evento que a agência realizará, em parceria com o governo de Bissau, parceiros privados e com as embaixadas da Nigéria, África do Sul e Cabo Verde, uma conferência internacional ainda este ano.

A conferência “Guiné-Bissau Digital” reunirá especialistas de vários países africanos e de outras partes do mundo para partilharem conhecimentos e experiências sobre digitalização e discutir o futuro de África nesse contexto. Esta conferência será o início da elaboração da estratégia nacional de digitalização da Guiné-Bissau, de acordo com a representante do PNUD em Bissau.

A conferência será também uma oportunidade para estabelecer parcerias estratégicas com organizações internacionais e empresas privadas que possam contribuir para o desenvolvimento tecnológico do país.

Durante o evento, serão discutidas possibilidades de investimento em infraestrutura de telecomunicações, optimização de recursos humanos e criação de programas de inclusão digital. A presença das embaixadas da Nigéria, África do Sul e Cabo Verde no evento demonstra o interesse desses países em fortalecer os laços de cooperação com a Guiné-Bissau no campo da tecnologia.

A conferência também contará com a participação da União Africana e do Banco Mundial, entre outros representantes de organizações internacionais que poderão oferecer apoio técnico e financeiro para a implementação da estratégia nacional de digitalização.

 

Estratégia Nacional


Além das discussões sobre digitalização, a conferência também abordará temas como cibersegurança, gestão e inclusão digital. Serão realizadas palestras, painéis de discussões e workshops para promover a experiências entre os participantes e a partilha de conhecimentos.

O evento será realizado em um local estratégico que permitirá a interação entre os participantes e a realização de atividades práticas relacionadas à transformação digital. O edifício do ITMA, que abrigará a conferência, será equipado com tecnologia de ponta e servirá como um centro de referência para a inovação tecnológica na Guiné-Bissau.

A conferência “Guiné-Bissau Digital” tem como objetivo principal impulsionar o desenvolvimento económico e social do país por meio da digitalização. Acredita-se que a adoção de tecnologias digitais possa melhorar a eficiência dos serviços públicos, impulsionar a economia digital e promover a inclusão social.

 

Conclusão


A construção do edifício do ITMA e a realização da conferência “Guiné-Bissau Digital” marcam um passo importante para a digitalização da administração pública na Guiné-Bissau e destacam o compromisso do país em avançar na era digital. Com o ITMA, o país poderá impulsionar a “revolução digital” e acompanhar o mundo em termos de digitalização.

O projeto também tem como objetivo apoiar as prioridades do Estado, especialmente no combate à corrupção, e promover o desenvolvimento económico e social do país através da digitalização. Além disso, o ITMA irá beneficiar as regiões do interior da Guiné-Bissau, promovendo o desenvolvimento e o acesso a serviços públicos nessas áreas.

Com estas parcerias internacionais e iniciativas locais, a Guiné-Bissau está agora preparada para enfrentar os desafios do século XXI, promovendo o desenvolvimento económico, social e tecnológico em todo o território.

 

O que achas desta parceria entre o Japão e a Guiné-Bissau? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 


Imagem: © DR
Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!