9.6 C
Londres
Sábado, Maio 25, 2024

Guiné-Bissau: Ataque à Residência de Fransual Dias

Após o ataque, Fransual Dias declarou que não tem dúvidas de que o mesmo foi intencional e acusou o Governo de Sissoco Embaló.

Guiné-Bissau: Ataque à Residência de Fransual Dias.

Nesta madrugada, 5 de Maio de 2023, a residência e a viatura do jurista guineense Fransual Dias, foram atacadas por homens armados, gerando grande repercussão na Guiné-Bissau. Após o ataque, Fransual Dias declarou que não tem dúvidas de que o mesmo foi intencional e acusou o Governo de Sissoco Embaló.

 

A Ocorrência

Homens armados, incendiaram o automóvel de Fransual Dias e deixaram vários fragmentos de projétil no exterior do edifício. Embora estivesse em casa no momento do ataque, o jurista não sofreu ferimentos.

Dias antes do ataque, Fransual Dias havia alertado para sinais de que o Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló, estaria interessado em governar sozinho a República da Guiné-Bissau. Após o ataque, o jurista voltou a criticar o Governo e disse sentir-se ameaçado.

“Seja como for, não passa de uma violência que o Presidente tem instalado no país desde que chegou ao poder”.

“Alterou completamente as regras do jogo democrático, elegendo a violência como única forma de atuar para intimidar as vozes incómodas”.

O ataque à residência e viatura do jurista guineense Fransual Dias é mais um episódio de uma série de atentados que ocorreram no país desde que Sissoco Embaló assumiu a presidência.

 

Outros Atentados

Fransual Dias não foi o único a ser alvo de ameaças e ataques. Em maio de 2022, o deputado da oposição guineense, Agnelo Regala, foi vítima de um ataque junto à sua residência em Bissau, tendo sofrido ferimentos numa perna na sequência de disparos feitos contra si.

Também no ano passado, a residência do conhecido comentador político da Rádio Capital FM, Rui Landim, foi atacada. E, em 2021, o advogado Luís Vaz Martins responsabilizou o Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, pelo atentado contra a sua vida, ocorrido na capital.

Fransual Dias acusou o Governo de estar por trás do ataque e de ter instalado a violência como única forma de atuar para intimidar as vozes incómodas. Além disso, o jurista alertou que as liberdades de imprensa e de expressão estão a morrer no país.

 

Conclusão

A situação na Guiné-Bissau é alarmante e requer atenção tanto do país quanto da comunidade internacional. É inadmissível que a violência seja utilizada como forma de calar as vozes dissonantes e que pessoas sejam atacadas em suas próprias casas.

É importante que sejam tomadas medidas para garantir a segurança dos cidadãos e a manutenção das liberdades fundamentais, como a liberdade de expressão e de imprensa.

 

O que achas de mais esta situação na Guiné-Bissau? Será que está para breve mais uma tentativa de golpe de estado? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Imagem: © 2023 DR

Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com