13 C
Londres
Domingo, Maio 26, 2024

Angola Abre As Portas Ao Turismo Sem Visto

A isenção de visto de turismo é válida por um período de até 30 dias, por entrada e para um total de 90 dias por ano.

Angola Abre As Portas Ao Turismo Sem Visto.

Angola está a abrir as suas portas de forma significativa ao conceder acesso sem visto a turistas de 98 países. Esta iniciativa promissora, visa impulsionar o turismo e atrair investimentos, simplificando os procedimentos de entrada no país.

Segundo o Decreto Presidencial publicado no Diário da República, os cidadãos provenientes destes países passam a estar isentos de visto de turismo por um período de até 30 dias, por entrada e para um total de 90 dias por ano.

Os vistos angolanos têm sido notoriamente difíceis de obter devido a procedimentos administrativos complexos e custos elevados. Mas agora, vários países, incluindo os dos PALOP, poderão visitar Angola sem grandes complicações.

 

Angola Abre as Fronteiras

Imagem © TAAG (20231008) Angola Abre As Portas Ao Turismo Sem VistoAngola tomou uma medida significativa para impulsionar o turismo, concedendo acesso sem visto a turistas de 98 países, incluindo Portugal, Brasil, Cabo Verde, Estados Unidos, Rússia e China, para estadias anuais inferiores a 90 dias por ano. Esta decisão foi formalizada através do Decreto Presidencial número 189/23, datado de 29 de Setembro de 2023.

A ação visa simplificar e facilitar as viagens para Angola, eliminando as exigências de visto de turismo para uma vasta gama de nações. No entanto, os visitantes ainda devem cumprir as formalidades necessárias nos postos de fronteira, apresentando um passaporte válido durante todo o período da estadia e, quando necessário, um certificado internacional de vacinação.

Entre os 14 países africanos com isenção de visto de turismo estão Cabo Verde, Marrocos, Guiné Equatorial, Botswana e o Rwanda. Nos 11 países asiáticos da lista constam a China, o Japão, Israel, Emirados Árabes Unidos, Qatar, Arábia Saudita, Índia, Singapura, Coreia do Sul e Timor-Leste.

A lista europeia contempla 35 países, incluindo todos os que integram a União Europeia, a Rússia, a Noruega e a Turquia. Os Estados Unidos, o Canada, o Brasil, a Argentina e o México, fazem parte dos países americanos isentos do visto.

O diploma aplica-se também a 14 países da Oceania, incluindo a Austrália, a Nova Zelândia e 16 pequenos estados e ilhas da região das Caraíbas e do Pacífico.

 

Impulsionar o Turismo em Angola

Imagem © DR (20231008) Angola Abre As Portas Ao Turismo Sem VistoEsta medida é parte dos esforços de Angola para promover o setor de turismo e abrir as suas fronteiras a visitantes de diversas regiões do mundo. Além disso, surge como um alívio especialmente para aqueles que enfrentavam desafios para obter vistos angolanos devido a procedimentos administrativos complexos e custos elevados.

As atrações turísticas de Angola, como o deserto do Namibe e as Quedas de Kalandula, têm atraído interesse internacional e, a eliminação das barreiras do visto, pode impulsionar o turismo no país.

Apenas cinco países africanos, nomeadamente as Seicheles, Moçambique, o Rwanda, Comores e Madagáscar, permitiam, anteriormente, o acesso sem visto. No entanto, com esta iniciativa, Angola junta-se a essa lista em crescimento de nações africanas que procuram atrair turistas e investimentos.

A resolução também inclui orientações para missões diplomáticas e consulares simplificarem os procedimentos de concessão de vistos de turismo para cidadãos de países que não estão isentos de visto, visando garantir uma concessão mais rápida, em menos de três dias úteis.

A TAAG Angola Airlines – a companhia aérea estatal de Angola – também tem procurado expandir os seus destinos de voos europeus. A companhia aérea atualmente oferece voos diários que ligam Madrid e Lisboa à capital de Angola, Luanda. Os voos de Londres Gatwick para Luanda também estão programados para serem restabelecidos a partir de 14 de Dezembro.

 

O Futuro de Angola

O país, conquistou a independência de Portugal em 1975 após anos de luta de libertação, mas seguiu-se uma guerra civil de 27 anos que terminou apenas em 2002, atrasando a economia do país. No entanto, na última década, Angola teve um crescimento rápido à medida que aumentou a exploração dos seus vastos recursos naturais.

Os esforços para se concentrarem na exploração de recursos naturais, como o petróleo e a exploração de diamantes, impulsionaram significativamente a economia, com o seu Produto Interno Bruto (PIB) a atingir $117,88 mil milhões de dólares em 2023, refletindo o rápido desenvolvimento económico obtido.

 

Conclusão

Angola está a abrir as suas portas a turistas de todo o mundo, promovendo o seu rico património natural e cultural, eliminando barreiras burocráticas para estimular o turismo e o desenvolvimento económico.

A iniciativa de Angola para atrair visitantes e investimentos através da simplificação de vistos mostra-se promissora para o futuro do país. Ao tornar-se mais acessível, Angola pode colher os benefícios do turismo e fortalecer a sua economia, enquanto oferece experiências enriquecedoras aos visitantes de todo o mundo.

 

O que achas desta decisão de Angola abrir as portas ao turismo sem visto? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Imagem: © DR 
Logo Mais Afrika 544
Mais Afrika

Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com