13 C
Londres
Sábado, Abril 13, 2024

PIB de Angola cresce 3,6% nos próximos 5 anos

Os próximos projetos de gás natural e energia renovável oferecem oportunidades de diversificação, permitindo que a economia angolana cresça com energia sustentável.

PIB de Angola cresce 3,6% nos próximos 5 anos.

O Ministro da Economia e Planeamento de Angola, Sua Excelência Mário Caetano João, anunciou que se prevê para o país, um crescimento médio de 3,6% no Produto Interno Bruto (PIB) entre 2023 e 2027.

Este aumento deve-se principalmente ao desempenho positivo do setor petrolífero angolano. Neste artigo, analisaremos as perspectivas económicas de Angola, os fatores que impulsionam o crescimento e o papel das reformas económicas e do investimento privado.

 

O Setor Petrolífero

O setor petrolífero é esperado para crescer em média 1% durante o período de 2023 a 2027, enquanto o setor não petrolífero deve crescer 4,6%. No entanto, a diminuição da produção de petróleo e o impulso fiscal reduzido podem moderar o crescimento económico angolano em 2023, ficando abaixo do crescimento populacional projetado de 3,1%.

As recentes descobertas no país têm atraído mais investimentos para o setor petrolífero de Angola. A ExxonMobil, uma das maiores companhias do setor, descobriu 30 metros de arenito de alta qualidade contendo hidrocarbonetos. Além disso, a TotalEnergies anunciou a intenção de investir 3 bilhões de dólares em projetos relacionados com a exploração de petróleo em Angola.

 

Reformas Económicas

As reformas económicas implementadas nos últimos cinco anos permitiram a Angola melhorar a gestão macroeconómica e a governação do setor público. A estabilidade económica é apoiada por um regime cambial mais flexível, autonomia do banco central, políticas monetárias favoráveis ao investimento e uma consolidação fiscal com alargamento da base tributária.

Estas medidas promovem uma maior participação do setor privado na economia angolana, aumentando a estabilidade financeira e reduzindo o impacto da volatilidade no setor petrolífero.

O Banco Mundial salienta que, para transformar a sua economia rumo a um modelo mais sustentável e inclusivo, Angola precisa de um forte compromisso político para modernizar e diversificar a sua economia estatal.

Os próximos projetos de gás natural e energia renovável oferecem oportunidades de diversificação, permitindo que a economia angolana cresça com energia sustentável.

 

Angola Oil & Gas 2023

As perspectivas económicas de Angola, as tendências da procura e oferta nos mercados de petróleo e os esforços de diversificação serão discutidos no principal evento de energia do país, Angola Oil & Gas 2023 (AOG 2023).

Organizado pela Energy Capital & Power, o AOG 2023 reunirá ministros africanos de energia e petróleo, investidores globais, líderes de opinião, analistas de mercado, empreendedores, gestores de projetos e empresas de serviços para debater o futuro da energia angolana.

O AOG 2023, em parceria com o Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás da República de Angola e a petrolífera nacional Sonangol, será uma plataforma ideal para discussões globais e setoriais, bem como a assinatura de acordos que moldarão a trajetória energética futura de Angola.

 

Conclusão

Angola enfrenta desafios significativos na busca pelo crescimento económico sustentável e inclusivo. No entanto, as perspectivas de crescimento de 3,6% no PIB entre 2023 e 2027, impulsionadas pelo setor petrolífero e a atração de investimentos, são um sinal positivo.

As reformas económicas implementadas nos últimos anos e a crescente participação do setor privado na economia angolana contribuem para uma maior estabilidade financeira.

Ainda assim, é fundamental que o país continue a investir na diversificação económica e na promoção de energias sustentáveis, como o gás natural e as energias renováveis. O evento AOG 2023 será uma oportunidade para o país discutir e traçar estratégias para o futuro energético e económico de Angola.

 

O que achas deste crescimento previsto para Angola? Pensas que este crescimento é realist? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.
Imagem: © DR
Ultimas Notícias
Noticias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!