Começou A Primeira Cúpula Africana do Clima.

A Primeira Cúpula Africana do Clima iniciou-se hoje, dia 4 de Setembro de 2023, em Nairóbi, Quénia, marcando um marco histórico para o continente africano.

Este evento de três dias reúne dirigentes de nações africanas, representantes de organizações internacionais, empresas públicas e privadas, bem como a sociedade civil, com o objetivo de discutir soluções para transformar África numa potência em energias renováveis.

 

Visão Geral da Cúpula

A Primeira Cúpula Africana do Clima, realiza-se este ano 2023, em Nairóbi, no Quénia. É um evento histórico que reúne cerca de 20 chefes de Estado e de governo africanos, acompanhados por aproximadamente 20 mil membros de delegações de todo o mundo.

Sob a liderança do presidente queniano, William Ruto, esta cúpula tem como ambição posicionar África como uma potência emergente no panorama do desenvolvimento sustentável. Além disso, o presidente Ruto procura activamente assistência financeira internacional para explorar as vastas oportunidades que o continente africano oferece no contexto das mudanças climáticas.

Os países africanos enfrentam desafios significativos devido às mudanças climáticas, que incluem secas, inundações e ciclones. Estes desafios são frequentemente exacerbados pela pobreza e pela precariedade das infraestruturas em muitas regiões. A dificuldade em responder a estes eventos climáticos é agravada pelas dívidas externas que muitos países africanos têm de enfrentar.

Um dos pontos centrais das discussões na cúpula é a necessidade urgente de criar uma nova arquitetura financeira para o clima. Este objetivo envolve a reestruturação da dívida existente em muitos países africanos e a implementação de impostos sobre combustíveis fósseis e indústrias poluentes, tais como a aviação e o transporte marítimo.

O propósito é mobilizar os recursos financeiros essenciais para fazer frente aos desafios apresentados pelas mudanças climáticas e promover um desenvolvimento sustentável em África. Esta cúpula representa um passo crucial para que os dirigentes africanos encontrem soluções práticas e viáveis, fortalecendo a posição do continente no panorama global das mudanças climáticas.

O presidente William Ruto, ao liderar este evento, está determinado a fazer desta reunião um ponto de viragem na forma como o continente aborda as questões ambientais, promovendo uma abordagem coletiva e a adoção de “soluções africanas” para os desafios climáticos.

 

Compromissos Sustentáveis

A Primeira Cúpula Africana do Clima procura compromissos eficazes para os desafios climáticos em África, onde países enfrentam vulnerabilidades devido a eventos climáticos extremos, como secas e inundações, agravados pela pobreza e infraestruturas deficientes.

O foco principal está na criação de uma nova arquitetura financeira, envolvendo a reestruturação da dívida e a implementação de impostos sobre combustíveis fósseis e indústrias poluentes, como aviação e transporte marítimo.

A cúpula procura compromissos concretos, como o aumento da produção agrícola para garantir segurança alimentar, a proteção dos oceanos e florestas para preservar o equilíbrio ecológico, e o desenvolvimento de energias renováveis.

A ativista climática Charity Migwi, da associação 350 Africa, destaca a necessidade de abandonar gradualmente os combustíveis fósseis em favor de fontes de energia limpa e sustentável. É fundamental pressionar pela efetiva implementação do financiamento climático para apoiar projetos de mitigação das mudanças climáticas em África.

É importante notar que os estados africanos já enfrentam altos níveis de endividamento, portanto, conceder mais empréstimos para ações climáticas pode agravar a situação financeira e a pobreza.

Os dirigentes africanos devem usar a sua influência na cúpula para garantir que os compromissos se transformem em ações concretas e recursos financeiros efetivos para enfrentar os desafios climáticos do continente.

 

Declaração de Nairóbi

Imagem © DR (20230904) Começou A Primeira Cúpula Africana do ClimaA criação da “Declaração de Nairóbi” é uma das metas essenciais desta Primeira Cúpula Africana do Clima. Este documento terá um impacto significativo, pois unirá propostas e compromissos comuns de várias nações africanas sobre questões climáticas.

A relevância desta declaração está em permitir que o continente africano fale com uma única voz, unificando perspectivas e estratégias, apesar das diferentes realidades de cada nação.

Cherop Soy, uma destacada ativista queniana, enfatiza essa importância. Ela observa que, embora os países africanos possuam geografias e contextos diversos, é fundamental que o continente esteja unido em questões climáticas, dada a similaridade dos desafios causados pelas mudanças climáticas.

A “Declaração de Nairóbi” representa, portanto, uma oportunidade para África consolidar suas preocupações e aspirações climáticas. Fatima Diallo, diretora-executiva da organização Cradesc que actua na área de transição energética no Senegal, destaca a necessidade de uma mudança significativa de paradigma durante a cúpula.

Ela ressalva que a cúpula não deve repetir os padrões anteriores, como a COP27 que não atingiu resultados desejados, especialmente para a sociedade civil. Diallo destaca o compromisso do Banco Africano de Desenvolvimento e dos Estados em tornar a cúpula eficaz.

Ela expressa a esperança de que a “Declaração de Nairobi” resulte em um plano de ação concreto e um programa claro para enfrentar os desafios climáticos do continente, incluindo compromissos tangíveis dos Estados na implementação das medidas necessárias para alcançar metas climáticas e promover o desenvolvimento sustentável em África.

A cúpula representa uma oportunidade única para os dirigentes africanos demonstrarem os seus compromissos com a proteção do meio ambiente e o bem-estar das suas populações.

 

Transição para Veículos Elétricos

Imagem © 20223 Presidency of Kenya / Handout / Anadolu Agency (20230904) Começou A Primeira Cúpula Africana do ClimaEnquanto a Cúpula Africana do Clima procura soluções para os desafios climáticos do continente, em África, encontramos empresas que já estão a lutar por essa transição como o caso da startup Spiro que é um exemplo claro do que se pretende fazer pois desempenha um papel crucial na transição para veículos elétricos de duas rodas em África.

A startup Spiro, originária do Benim e fundada em 2022, está na vanguarda da luta contra a poluição e na promoção de um futuro sustentável em África. A empresa tem uma frota de 10 mil veículos elétricos em operação no Benim, Togo e Ruanda. Agora, com a implantação de 1,2 milhão de veículos elétricos de duas rodas no Quénia, a Spiro está a contribuir para a redução da poluição e dos custos de transporte.

Com a crescente procura por veículos de duas rodas na África Subsaariana, especialmente no setor de mototáxis, a Spiro desempenha um papel fundamental nessa transição. Além disso, a empresa gera empregos locais e impulsiona a eletrificação acessível e confiável em todo o continente africano.

A Spiro é um exemplo inspirador de inovação sustentável, fornecendo uma alternativa viável e ecológica para os desafios de mobilidade e poluição que a região enfrenta. Com uma visão audaciosa e um compromisso firme com a sustentabilidade, eles estão a moldar um futuro mais verde para África.

 

Conclusão

A Primeira Cúpula Africana do Clima é um evento histórico que reúne dirigentes africanos e parceiros internacionais para abordar os desafios das mudanças climáticas no continente. É uma oportunidade para desenvolver soluções sustentáveis e mobilizar recursos para enfrentar esses desafios.

A implantação de veículos elétricos pela startup Spiro demonstra a importância da inovação e da transição para tecnologias mais limpas para enfrentar os problemas ambientais. À medida que a cúpula progride, espera-se que resulte em compromissos concretos e ações significativas para o futuro sustentável de África.

 

O que achas desta Cúpula Africana do Clima? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Imagem: © 2023 Luís Tato

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!